Stana Katic Brasil » Notícias

Stana Katic Brasil

Stana Katic Brasil

Siga-nos em nossas redes sociais:
Scans: GQ España entrevista Stana Katic

Ela esteve na pele da detetive Kate Beckett em 173 episódios divididos em 8 longos anos, mas "Castle" já terminou e é preciso trocar o disco. "Absentia," seu novo projeto, é o caminho mais curto para deixar o passado para trás.

Os seguintes nomes tem algo em comum: eles tentam virar a página, mas talvez não tenham sucesso, mesmo que tentem por 100 anos. Quem olha o Daniel Radcliffe, imediatamente pensa em Harry Potter (a saga cinematográfica do jovem bruxo acabou em 2011, e desde então ele interpretou uma dúzia de outros personagens, mas ainda assim). O mesmo acontece com Hugh Laurie e seu Dr. House, Jim Parsons e Sheldon Cooper, ou com Matthew Fox e Jack Shephard, da série "Lost". Todos eles são atores talentosos, com uma carreira mais ou menos brilhante nas costas, mas a memória coletiva insistiu em lembrá-los pelo personagens, e não pelas pessoas. Stana Katic (Ontário, Canadá, 1978) agora enfrenta o desafio de fazer com que esqueçam de Kate Beckett, a carismática (à sua maneira) coprotagonista do "Castle". De 2009 a 2016, esteve na pele da, primeiramente, detetive e, em seguida, capitã mais infalível do departamento de polícia de Nova York. Oito longas temporadas, 173 episódios no total que a cada semana eram vistos, em média, por mais de 10 milhões de telespectadores apenas nos EUA. Árdua tarefa que Stana tem pela frente. Muitas pessoas durante muitas horas assistindo a mesma mulher no mesmo papel. É normal que não saibam mais quem é uma e quem é a outra. Ela, apesar desse desdobramento forçado da personalidade, sabe que é uma privilegiada. "Este trabalho me proporciona experiências magníficas. Só posso agradecer por tudo que a profissão me deu", confessa.

Absentia pode ser a série a desfazer a associação Stana/Castle. A primeira produção da Sony Pictures Television Networks, dentro da nova estratégia da multinacional, é um dos lançamentos mais ambiciosos do outono (estreará na Espanha pela AXN em 25 de setembro). A primeira temporada, composta por dez episódios, segue Emily Byrne (Stana Katic), uma agente do FBI especializada em caçar assassinos em série que um dia desaparece sem deixar rastros e é declarada morta. Porém, seis anos depois, ela é encontrada em uma cabana numa floresta. Com vida, é claro. Essa é a boa notícia. A má é que ela não se lembra de nada que aconteceu com ela durante sua ausência, e nem sabe muito bem como ou por onde começar a procurar a pessoa responsável por seu sequestro. "Eu fui associada à 'Castle' por muitos anos. Felizmente, 'Absentia' é completamente diferente do que eu vinha fazendo ultimamente. Cada capítulo do 'Castle' acabava de forma independente. Dessa vez, é o contrário; é como se tivéssemos gravado um filme de ação de longa duração. Seu tom é sombrio e não tem aquele toque divertido que 'Castle' tinha," explica a atriz. Apesar dos pontos comuns que as tramas de "Absentia" e "Homeland" possam ter (também pensamos nisso), Stana prefere manter a distância entre elas: "Eu gosto da idéia porque sou um grande fã do thriller do Showtime, mas prefiro não entrar em comparações ".

Pelo visto, "Absentia" é uma oportunidade perfeita para fechar brechas. De fato, presumimos que ninguém está mais interessado em deixar Kate Beckett no passado do que a própria Stana. Muito foi dito durante a transmissão da 8ª e última temporada de "Castle" sobre o ambiente ruim no set. Segundo boatos, a canadense e seu parceiro Nathan Fillion (Richard Castle) não se entendiam, para não dizer outra coisa. De fato, a inesperada demissão de Stana - causado justamente pela tensão no set - levou ao cancelamento da série, quando a intenção era filmar uma nova temporada. Se você já se perguntou o por que daquele final desajeitado e desconcertante, aqui está sua resposta. Quem sabe, talvez isso fosse parte do grande plano de Stana: enterrar Kate Beckett. Será que ela conseguirá?

Que se inspire em Gillian Anderson...

Sessões de fotos > 2017 > #01 - Nino Muñoz
Scans > 2017 > GQ España [outubro]

Entrevista ao Wyborcza: “Emily Byrne é uma esposa e mãe corajosa”

Entrevista com Stan Katic, personagem principal da sensacional série "Absentia".

"Absentia" é um thriller ou um drama moral?
Este é um thriller de suspense que não permite que o espectador assista calmamente. Você não consegue relaxar com ele. Quase nenhuma personagem é o que se pensa dela originalmente.
Mas também temos uma história que permite que nos identifiquemos com as personagens, que as compreendamos. Emily tem uma família que está passando por um drama devido ao seu desaparecimento. As cenas envolvendo seu pai, irmão ou marido são muito comoventes. Nós vemos o que acontece com as pessoas quando seu parente moribundo finalmente morre e, de repente, volta à vida depois de anos.

O primeiro episódio é bastante brutal. Eu não esperava isso.
Tentamos justificar convincentemente a violência na tela. Nós não queríamos que fosse gratuita só para entreter o público. Precisávamos de um retrato psicológico profundo de Emily.
Quando pesquisei para o papel, me interessei em todos os casos de sobreviventes, seu estado de espírito. Eu li, por exemplo, testemunhos de sobreviventes da II Guerra Mundial. Eu queria entender como lidar com tamanho trauma, o que especificamente mantém as pessoas vivas em situações extremas. Foi um desafio de atuação interessante.

O maior da sua carreira até o momento?
Certamente, um dos maiores. Nós filmamos 10 episódios simultaneamente. Muitas vezes, passávamos por sets de diferentes episódios em um dia. Para um ator, é algo como fazer três filmes de uma só vez, porque a personagem ao longo da série muda muito.

E o relacionamento dela com outros personagens também muda?
Sim, porque para cada um ela tem uma faceta - é irmã, filha, mãe. Também uma agente. Mas o mais forte e o mais difícil, é claro, é o relacionamento entre Emily e seu filho. Ele combina o amor incondicional deles, que floresce com o desenvolvimento da ação.
Eu vi muitos filmes em que o protagonista faz algo para proteger sua filha. E no caso de "Absentia," invertimos a situação. Esta mulher é a personagem principal e deve empreender numa missão para recuperar seu filho.

Agora, principalmente na televisão, as mulheres têm papéis cada vez mais interessantes.
Eu acho que sim. A cada vez mais roteiros complexos, surpreendentemente escritos para mulheres. Quando me ofereceram o papel de mãe em "Absentia," tive dúvidas. Esposas e mães em filmes ou séries geralmente ficam sentadas se preocupando, e é esse o papel delas.
Mas acabou que Emily é, na maior parte, a força motriz de toda a história, e tem uma personalidade complexa. Claro que não só ela. Me parece que todos as personagens são multifacetadas, e o roteirista da valor a isso.

Você teve alguma influência na aparência de Emily?
Esta mulher muito ferida, tem cicatrizes, foi torturada. Todos concordamos com os produtores e diretores que não isso poderia ser bonita. Suas experiências de vida devem estar escritas nela.

O que você se lembra das filmagens da série na Bulgária?
Foi uma ótima experiência, porque cada membro da equipe se dedicou ao trabalho 100%. Conheci uma maquiadora e um engenheiro de iluminação que vem realizando suas profissões por anos e anos. Estávamos no meio do inverno e havia muitas cenas difíceis. Séries cheias de ação são sempre pesado, requerem muitas técnicas. Mas graças ao clima desolador, as imagens são sombrias e essa é a atmosfera da série.

(A conversa aconteceu em junho, em Monte Carlo, durante a estréia da série.)

Stana Katic (nascida em 1978 em Hamilton, Canadá) é uma atriz americana de descendência sérvia. Seus pais são sérvios-croatas e eles trabalham no setor imobiliário. Ela tem quatro irmãos e uma irmã. Estudou na Universidade de Toronto, mas trocou para Artes Dramáticas, na Goodman School of Drama. Seu papel mais famoso é na série "Castle". Ela interpretou uma policial da cidade de Nova York, Kate Beckett, que reluta em colaborar com o autor de mistérios Richard Castle (Nathan Filion). Porém, Castle passada a ser um consultor da polícia, e ao longo do tempo ele e Beckett formam uma dupla afinada, não só no trabalho. "Absentia" é o seu segundo papel principal. Desde 2008, a Katic também dirige sua produtora.

Absentia: Stills & sinopse de 1.02 “Reset”

Adicionei à galeria os stills do segundo episódio de Absentia, 1.02 "Reset," que irá ao ar em Portugal e Espanha no dia 25 de setembro, logo após o primeiro episódio da série. Confiram sua sinopse a seguir:

O homem acusado de ser o assassino em série a matar Emily, Conrad Harlow, é solto da cadeia e Emily ainda não está nem perto de desvendar o mistério do seu sequestro por 6 anos. Enquanto Emily luta para voltar a uma vida normal, uma testemunha se apresenta, reforçando as suspeitas que caíram sobre Emily. Emily nega as acusações e está certa de que alguém está forçando essa pessoa a dar um falso testemunho - talvez até mesmo alguém do FBI? Será que Emily e Nick conseguirão descobrir a verdade antes que ela seja arrancada mais uma vez de sua família?

Séries > Absentia > Stills de episódios > 1.02 "Reset"

Lembrando que a série ainda não tem canal ou previsão de estreia nem no Brasil, nem nos EUA. ☹️

Absentia: Sinopse de 1.01 “Comeback”

Sinopse do primeiro episódio de "Absentia," que irá ao ar em alguns países da Europa à partir de 25 de setembro:

Anos após a agente do FBI Emily Byrne ter sido presumida como vítima de um assassino em série, Conrad Harlow, ela milagrosamente volta para sua família. Porém, Emily precisa lidar com os mistérios do seu encarceramento e com o fato de que todos seguiram em frente sem ela. Investigando o caso de Emily, seu ex-marido, Nick Durand, descobre uma conexão entre Emily e um cafetão, Robert Semerov, que nutre sentimentos negativos por Emily. Quando o FBI encontra Semerov, as suspeitas passam a recair sobre Emily. Será que ela ainda é a mesma pessoa que eles conheciam?

Não deixem de conferir os stills do episódio em nossa galeria!

Entrevista de Stana Katic para Io Donna

Para mim, o amor é como o ritmo fandango
"Culpa do meu espírito cigano, sempre pronto para me fazer viajar com a fantasia," disse a atriz Stana Katic. Que apenas em uma ocasião fica sem palavras...

Stana Katic, canadense de origem sérvio-croata de 39 anos, após se despedir de "Castle" (onde era a detetive apaixonada pelo escritor do título) virou a protagonista e produtora de "Absentia," série que estreará em breve. Nela, a atriz interpreta Emily, outra mulher forte: uma agente do FBI que desaparece e volta para casa após 6 anos, mas sem memória.

 
Vivemos em um mundo perigoso. Qual o seu maior medo?
Perder quem eu amo: meu marido, um amigo ou familiares. Só de pensar, fico paralisada.

No set, como você espantava pensamentos negativos, já que a série tem um tema tão sombrio?
Eu ouvia Radiohead para aliviar a tensão.

O que faz seu coração bater mais forte atualmente?
Meu espírito é cigano, curioso, selvagem, sempre pronto para descobrir novos lugares e viajar, mesmo que apenas na fantasia, lendo um livro.

E o amor?
Para mim, é como o fandango: uma dança que deve ter rítmo, onde se mantém viva a chama com uma sedução sutil - um jogo no qual se emaranha e se diverte, pois rir é fundamental.

Um colega que a deixou aturdida?
Richard Gere. Trabalhamos juntos em "Codinome Cassius 7" ("The Double"), e ele me deixou sem palavras. Não só porque é um dos homens mais sexies do mundo, mas também porque é simples e generoso... e se aproximou de mim algumas vezes quando disse que era sua fã. O que posso fazer? Tenho um fraco por artistas talentosos, desde Johnny Depp a Daniel Day-Lewis e Anthony Hopkins. Fico sem palavras na frente deles. E isso não é algo que me acontece com frequência.

 

Scans > 2017 > Io Donna [9 setembro]

Vídeo legendado: Visita ao set de “Absentia”

O AXN Portugal divulgou um vídeo de bastidores de "Absentia," na qual eles visitaram o set da série na Bulgária, no começo do ano. Stana e alguns de seus colegas de elenco falaram um pouco sobre seus personagens, e vemos ainda cenas inéditas da série.

Assistam o vídeo a seguir, e confiram as capturas de tela na galeria abaixo. Não deixem de prestar atenção nas cenas exibidas ao fundo da entrevista da Stana!

Vale lembrar que a série ainda não tem data de estreia - e nem ao menos um canal definido - nem no Brasil, nem nos EUA. Até o momento, a série terá sua estreia mundial pelo AXN de Portugal e Espanha, com os dois primeiros episódios - 1.01 "Comeback" e 1.02 "Reset" - sendo exibidos seguidamente no dia 25 de setembro.

Séries > Absentia > Miscelânea > Screencaps > Making Of

naEKRANIE.pl visita o set de “Absentia”

Às vezes acontece de visitarmos a locação de uma produção, mas não podemos falar nada a respeito por alguns meses. Esse foi o caso de "Absentia," a primeira produção estadunidense feita por Sony e AXN.

À primeira vista, a trama de "Absentia" é a de uma clássica série policial. Emily Byrne (Stana Katic), uma agente do FBI, desaparece sem deixar rastros durante a investigação de um assassino em série. Depois de 6 anos, ela é encontrada em uma cabana no meio da floresta. Ela não se lembra de nada após seu sequestro, ou ao menos é o que ela diz. Sua volta para casa não é tão feliz como se poderia esperar. Seu marido Nick (Patrick Heusinger), também agente do FBI, já estava resignado com sua morte e casou-se novamente. Seu filho Flynn (Patrick McAuley), devido à pouca idade, não se lembra dela e trata a nova esposa do pai, Alice (Cara Theobold), como sua verdadeira mãe. Além disso, seu irmão Jack (Neil Jackson), que já foi um respeitado médico, caiu no alcoolismo. Resumindo: o mundo para o qual ela retornou já havia se esquecido dela e, para muitos, seu repentino aparecimento é um grande problema.

Enquanto isso, seu caso é investigado tanto pelo FBI, quanto pelo policial que estava presente quando Emily foi encontrada. Tommy Gibbs (Angel Bonanni) quer desvendar o mistério do seu desaparecimento. E, como era de se esperar, o FBI e a polícia não cooperam com muito sucesso.

Confiram o que os atores falaram sobre a produção:

Stana Katic: "Acho que foi o aspecto psicológico que me atraiu à história. Ela não é unidimensional e simples. Temos uma agente do FBI com sede de vingança pelo homem que roubou 6 anos de sua vida. Por conta disso, ela luta contra ciúmes e o desespero pela família que perdeu. De repente, alguém assumiu seu lugar e ela não desaparece só porque Emily está de volta. Seu marido já ama uma outra mulher."

Patrick Heusinger: "Se fosse uma série apenas sobre a esposa ausente que voltou para casa, ia acabar sendo uma novela chata. Porém, quisemos ir muito além. Emily voltou por algum motivo. Alguém a manteve em cativeiro por muitos anos. O fato dela ter sido liberada agora não é irrelevante. Esse quebra-cabeça é nosso maior trunfo. Os heróis descobrem o que está acontecendo junto com o espectador."

Stana Katic: "Essa é uma série completamente diferente de 'Castle,' série da qual participei por muitos anos. Lá, cada episódio era uma história em si. É claro que havia um tema central em cada temporada, mas era algo 'extra' que mudava constantemente. Aqui, tudo foi feito como um filme de ação. E 'Absentia' não é divertida como 'Castle'. Ela tem um tom mais sério e sombrio."

A ação de "Absentia" se passa em Boston, mas 100% das filmagens foram feitas em Sófia, na Bulgária. Uma dúzia de ruas foram criadas como réplicas fiéis de uma cidade dos EUA. Nelas, viam-se carros e viaturas policiais com placas de Boston. Se eu tivesse dormido no caminho e acordado o set, não teria dificuldades em acreditar que estávamos nos EUA.

A cena que tive o privilégio de assistir é do primeiro episódio. Nick, Alice e Flynn vão ao cemitério colocar flores no túmulo de Emily no aniversário de sua morte. Eles são acompanhados por Adam Radford (Ralph Ineson), ex-parceiro de Emily. De repente, os homens recebem telefonemas estranhos com a informação de que a mulher cuja lápide está diante de seus olhos acabou de ser encontrada na floresta.

Curiosamente, foram feitas várias abordagens alternativas da cena, nas quais Nick deveria reagir com mais ou menos emoção à mensagem recebida. Obviamente, eu não sei qual versão veremos na tela, mas todas ficaram legais.

Como acontece no set, é preciso fazer muitas repetições, e agora foi a vez dos... carros. Os atores precisavam dirigir pelo cemitério, colocar as flores no túmulo e, após receber a notícia, rapidamente entrar em um dos carros e ir embora. A questão foi a distância entre os dois carros estacionados, que à vezes era curta demais e os personagens não poderiam sair com ele sem manobrar. Espero que um dia divulguem os erros de gravação dessa cena, porque o nervosismo de Ralph para que a saída fosse rápida e suave foi hilariante.

Uma curiosidade: As lápides que você vê nas fotos de bastidores são feitas de polietileno, e já foram usadas em diversas outras produções. Elas são de uma empresa especializada em alugar lápides para filmagens que se passam em cemitérios. Todas foram verificadas para garantir que os nomes que aparecem nelas fossem fictícios. Há até um departamento especial para tratar apenas dessa questão.

Também pude ver a misteriosa cabana na qual a personagem principal é encontrada e, talvez, tenha sido mantida. Segundo um dos representantes da produção com quem conversei, a peça-chave para solucionar esse quebra-cabeças está nessa pequena cabana. Depois de ver algumas coisas deixadas para trás pela equipe, acredito que sei o que é, mas guardarei essa informação para mim mesmo para não estragar sua diversão.

Será que essa é uma série de apenas uma temporada? Stana diz que há oportunidades para continuar.

"Veremos como será a aceitação dos espectadores à nossa produção. Deixamos uma abertura para que nossos heróis retornem. Fizemos nosso trabalho da melhor maneira possível. Agora, está nas mãos do público - incluindo os poloneses."

O lado maravilhoso de levar uma vida “verde”: Uma conversa com Stana Katic

Como e quando você criou consciência de como seu estilo de vida afeta o planeta?
Acho que boa parte disso foi parte da minha criação. As pessoas na minha família sempre tiveram jardins e árvores frutíferas; boa parte da minha família criava gado em casa. Então a importância de fontes de alimentação livres de químicas e a mentalidade de "nada é desperdiçado" foram coisas com as quais eu fui criada. Acho que se importar com o meio ambiente foi uma evolução natural dessa base.

Qual a importância de celebridades e influenciadores encorajarem pessoas a serem ecológicas?
Pessoas com um grande alcance em redes sociais podem ser educadores muito úteis. Escolhas de estilos de vida que são gentis com o meio em que vivemos podem ser divertidas, saudáveis e fáceis. Dar destaque a dicas úteis pode ajudar muito a criar ideias novas e melhoradas de como "podemos fazer melhor".
Também podemos ajudar a chamar a atenção para eventos atuais que talvez não tenham cobertura na mídia tradicional mas que sejam vitais ao meio ambiente.
Por fim, indivíduos públicos podem ser fundamentais em dar a novas tecnologias verde a impulsão que precisam para chegar ao mercado e criar novos produtos acessíveis e ao alcance financeiro de todos.

Você acha que sua audiência está começando a adotar seus hábitos ecologicamente corretos?
A membro do conselho do EMA Amy Smart publicou um vídeo ensinando um modo inteligente de fazer compostagem mais facilmente. Foi uma boa coincidência, pois eu estava procurando maneiras mais eficientes de criar compostos bons e suculentos para minhas árvores frutíferas. Então, como um membro da audiência, posso dizer que definitivamente estou adotando os hábitos naturais de outras pessoas.

Com o 27º anual EMA Awards se aproximando, qual sua memória mais querida dos EMAs?
Fui parte do comitê que julgou documentários em um ano. Foi o ano em que "GMO OMG" e "Virunga" foram indicados. [NT: "GMO OMG" venceu em 2014, enquanto "Virunga" ganhou em 2015, então não temos certeza a que ano ela se refere.] Todos os documentários daquele ano causaram impacto e foram divertidos. Fiquei comovida com eles e fiz questão de falar sobre cada um desses projetos nas minhas redes sociais. [NT: Stana falou de "Virunga" em tweet de 2015; não encontramos nenhuma menção a outros documentários desse ano, nem ao "GMO OMG".] Foi um privilégio servir para aumentar o alcance e a audiência deles através do EMA Awards.

Você acha que pessoas na Europa e Canadá tem maior inclinação a serem ecológicas do que nos EUA?
Não necessariamente. Infraestrutura de cidade como gestão de resíduos (com receptores de reciclagem e compostagem por todo o país) ou transporte público eficiente podem até ser mais desenvolvidos fora dos EUA – o Japão é notável em ambos os quesitos. Mas em eleição ao estadunidense comum, vejo muitas cidades e comunidades menores que são muito diligentes em proteger fontes de água naturais de agentes poluentes, por exemplo. E há todo o movimento "da plantação à mesa" que aumenta a demanda por fontes de alimentos locais, estilo feiras.
O maravilhoso de viver "ecologicamente" é que, frequentemente, isso requer decisões simples que criam, de vários modos, um estilo de vida mais saudável e satisfatório; e acho que os estadunidenses – principalmente pequenos agricultores e inovadores de tecnologia limpa – estão fazendo um ótimo trabalho em liderar o movimento de abastecer nossos corpos e comunidades para um futuro saudável e lucrativo.

Absentia: Primeiro trailer oficial é divulgado!

Depois de dois "alarmes falsos," finalmente saiu o primeiro trailer oficial de "Absentia," cortesia dos canais AXN europeus!

Assistam, com legenda em português de Portugal:

As capturas de tela desse trailer - assim como o trailer liberado por acidente pelo canal canadense Showtime e que ainda pode ser visto no Facebook do Absentia Brasil - estão na galeria:

Séries > Absentia > Screencaps > Trailer [2]
Séries > Absentia > Screencaps > Trailer [3]