Stana Katic Brasil » Arquivos de entrevistas

Stana Katic Brasil

Stana Katic Brasil

Siga-nos em nossas redes sociais:
O lado maravilhoso de levar uma vida “verde”: Uma conversa com Stana Katic

Como e quando você criou consciência de como seu estilo de vida afeta o planeta?
Acho que boa parte disso foi parte da minha criação. As pessoas na minha família sempre tiveram jardins e árvores frutíferas; boa parte da minha família criava gado em casa. Então a importância de fontes de alimentação livres de químicas e a mentalidade de "nada é desperdiçado" foram coisas com as quais eu fui criada. Acho que se importar com o meio ambiente foi uma evolução natural dessa base.

Qual a importância de celebridades e influenciadores encorajarem pessoas a serem ecológicas?
Pessoas com um grande alcance em redes sociais podem ser educadores muito úteis. Escolhas de estilos de vida que são gentis com o meio em que vivemos podem ser divertidas, saudáveis e fáceis. Dar destaque a dicas úteis pode ajudar muito a criar ideias novas e melhoradas de como "podemos fazer melhor".
Também podemos ajudar a chamar a atenção para eventos atuais que talvez não tenham cobertura na mídia tradicional mas que sejam vitais ao meio ambiente.
Por fim, indivíduos públicos podem ser fundamentais em dar a novas tecnologias verde a impulsão que precisam para chegar ao mercado e criar novos produtos acessíveis e ao alcance financeiro de todos.

Você acha que sua audiência está começando a adotar seus hábitos ecologicamente corretos?
A membro do conselho do EMA Amy Smart publicou um vídeo ensinando um modo inteligente de fazer compostagem mais facilmente. Foi uma boa coincidência, pois eu estava procurando maneiras mais eficientes de criar compostos bons e suculentos para minhas árvores frutíferas. Então, como um membro da audiência, posso dizer que definitivamente estou adotando os hábitos naturais de outras pessoas.

Com o 27º anual EMA Awards se aproximando, qual sua memória mais querida dos EMAs?
Fui parte do comitê que julgou documentários em um ano. Foi o ano em que "GMO OMG" e "Virunga" foram indicados. [NT: "GMO OMG" venceu em 2014, enquanto "Virunga" ganhou em 2015, então não temos certeza a que ano ela se refere.] Todos os documentários daquele ano causaram impacto e foram divertidos. Fiquei comovida com eles e fiz questão de falar sobre cada um desses projetos nas minhas redes sociais. [NT: Stana falou de "Virunga" em tweet de 2015; não encontramos nenhuma menção a outros documentários desse ano, nem ao "GMO OMG".] Foi um privilégio servir para aumentar o alcance e a audiência deles através do EMA Awards.

Você acha que pessoas na Europa e Canadá tem maior inclinação a serem ecológicas do que nos EUA?
Não necessariamente. Infraestrutura de cidade como gestão de resíduos (com receptores de reciclagem e compostagem por todo o país) ou transporte público eficiente podem até ser mais desenvolvidos fora dos EUA – o Japão é notável em ambos os quesitos. Mas em eleição ao estadunidense comum, vejo muitas cidades e comunidades menores que são muito diligentes em proteger fontes de água naturais de agentes poluentes, por exemplo. E há todo o movimento "da plantação à mesa" que aumenta a demanda por fontes de alimentos locais, estilo feiras.
O maravilhoso de viver "ecologicamente" é que, frequentemente, isso requer decisões simples que criam, de vários modos, um estilo de vida mais saudável e satisfatório; e acho que os estadunidenses – principalmente pequenos agricultores e inovadores de tecnologia limpa – estão fazendo um ótimo trabalho em liderar o movimento de abastecer nossos corpos e comunidades para um futuro saudável e lucrativo.

Vídeo legendado: Stana fala sobre família, “Absentia” e seus fãs

Stana deu uma entrevista ao programa croata IN Magazin durante o Festival de TV de Monte-Carlo, onde falou sobre sua família, seu casamento, seu relacionamento com os fãs e, claro, a estreia de "Absentia" no festival. Foi um papo bem legal no qual Stana foi - uma raridade! - bem aberta quanto a questões pessoais. Vale muito à pena assistir!

Só cuidado! Tem cenas com spoilers de "Absentia" lá pelo 2:17!

Agradecimentos ao @StanaKaticCRO pela ajuda com as partes em croata. ❤️

Vídeo legendado: Stana Katic fala sobre o final de “Castle”

Em uma das entrevistas feitas durante o segundo dia do Festival de TV de Monte-Carlo, o site francês Premiere perguntou à Stana sobre a reação negativa de boa parte dos fãs ao final de "Castle". Falando pela primeira vez sobre a série desde sua demissão em abril de 2016, Stana de esquivou de dar um posicionamento, e foi bastante diplomática em sua breve resposta.

Assistam:

Vídeo legendado: Stana fala sobre “Absentia” no Festival de TV de Monte-Carlo

O segundo dia do Festival de Télévision de Monte-Carlo foi bem voltado para a imprensa, com uma coletiva pela manhã, seguida de uma photocall com o elenco de "Absentia," e culminando com o painel da série.

Num dos breves intervalos durante o dia, Stana conversou com a equipe do FTV, onde falou sobre seu papel de produtora na série, o que aprendeu com "Castle," e sua agenda tribulada na Bulgária. Confiram:

Vídeos legendados: Stana dá entrevistas na estreia de “The Rendezvous”

Algumas entrevistas da Stana no tapete vermelho do Mill Valley Film Festival para a estreia mundial de "The Rendezvous". Conforme mais vídeos forem saindo, atualizarei esse post.
Para foto e vídeos do evento feitos por fãs e sem entrevistas, confiram esse post. 😉


 
Aproveitei e adicionei as capturas de tela das entrevistas à galeria:

Stana responde perguntas de fãs no Facebook

Stana aproveitou que finalmente teremos um episódio de "Castle" com enfoque na Beckett nesta segunda-feira e, junto com Chad Gomez Creasey, o roteirista de 8.15 "Fidelis Ad Mortem," foi ao Facebook responder perguntas diversas feitas pelos fãs.
Confiram o que eles disseram (legenda: SK - Stana Katic; CGC - Chad Gomez Creasey):

LM: Oi, Stana! O Chad já te converteu ao Chipotle*? Risos

SK: Como um culto. 🙂

* Cadeia de fast-food de comida mexicana

MCE: O que você mais ama na Kate Beckett?

SK: Ela é imperfeita, e eu amo isso. Isso significa que ela é humana & podemos nos identificar com ela. Ela tem muita integridade. Então a personagem sempre tenta fazer a coisa certa, mas à vezes isso não acontece.

SB: Oi, gente! Que bom que puderam fazer isso hoje! Tenho uma pergunta pra Stana e uma pro Chad:
Stana: Qual a coisa mais interessante, sendo a atriz que interpreta Kate Beckett, em "voltar" a um lugar que faz parte do passado dela (e que achávamos que nunca veríamos)?
Chad: Qual a coisa mais desafiadora sobre o roteiro/história do 8.15?

SK: Essa foi uma oportunidade para ver o quanto a personagem cresceu ao longo da história de "Castle". Chad a colocou cara-a-cara com seu começo e a fez interagir com personagens que se lembram da Beckett novata. É empolgante ver, em um só episódio, onde uma personagem como Beckett começou & onde ela está agora após todas as aventuras pelos quais ela passou com o resto do grupo de "Castle".

CGC: Stana acertou em cheio aqui! Mantendo a resposta livre de spoilers, a investigação nos leva à Academia de Polícia logo no começo da história, e foi um desafio (do melhor modo possível) descobrir um modo de voltar ao mundo exterior à partir disso.

MT: O que podemos esperar (além da Beckett durona) no episódio desta noite? Aliás, obrigada aos dois por fazer isso!

SK: Castle & Beckett fazem o melhor movimento de xadrez nesse episódio!

SKBr: Stana, o que você achou do papel de mentora nesse episódio? Nós veremos Beckett se identificando com essa recruta de algum modo? Você acha que ela pensaria em dar aula na Academia de Polícia?

SK: Não sei se Beckett é uma "mentora" exatamente, mas sim se identifica com a recruta de um modo meio "espíritos parecidos".

MG: Você precisou treitar artes marciais antes de gravar a cena com a recruta?

SK: Temos uma ótima equipe de dublês e coordenador de cenas de ação. Eles fazem a gente parecer ótimos. Já estudei um pouco de artes marciais, então a linguagem física disso não me é estranha. Quanto à Ellen, ela aprende rápido.

JAF: Você é parece mais como Beckett ou Stana, ou ambas?

CGC: Não sou digno de ser nenhuma delas. E a junção das duas simplesmente implodiria o universo.

SK: Pessoalmente, acho que sou mais como Chad Gomez Creasey.

LJ: Para ambos: Que fala da Beckett mais teve impacto em você?

SK: "Shut the front door." 😉

SKBr: Chad, quais os desafios de escrever Kate Beckett, para você? Você a aborda de modos diferentes, dependendo se está escrevendo uma cena Caskett romântica ou uma cena da Beckett durona?

CGC: O que é tão legal em escrever Kate Beckett é encontrar um modo de desafiar tanto a personagem, quanto a atriz incrível que a interpreta. Sempre temos que proteger a história, mas encontramos a mágica quando achamos algo novo para Stana incluir na personagem. E após 8 temporadas, ela continua a fazer isso em cada episódio.

DC: Stana, há alguma trama que você gostaria de ver em "Castle" e que ainda não foi feita, e se sim, poderia dizer qual?

SK: Eu gostaria que nós interrogássemos um mímico.

SK: Rob Bowman acabou de chegar, senhoras & senhores... Aqui estão umas palavrinha sobre seu trabalho no 815: Qualquer histórian na qual exploramos a jornada pessoal de Beckett é maravilhosamente complexa & empolgante, porque você está lidando com uma pessoa que quer felicidade, que quer as coisas certas no mundo, mas tem mais ambições do que recursos. Ela sempre fica, mesmo nas conquistas, parcialmente satisfeita... E é por isso que ela continua seguindo em frente... E ela é a personagem mais complicada que já dirigi... Não atriz. 🙂 Personagem. 😉

XS: Descreva o episódio de hoje em uma palavra.

CGC: "Tenso tenso tenso" - Espere, isso é uma palavra?

IM: Bom dia, Chad. Bom dia, Stana! Muito feliz por vocês estarem aqui! Nem consigo descrever o quanto estou empolgada para o episódio desta noite! Chad, qual foi sua inspiração para escrever esse episódio? E Stana, qual sua parte preferida desse episódio?

CGC: Bom dia, Isabelle! Sempre falamos sobre fazer um assassinado que tivesse ligação com a Academia de Polícia, e tive a sorte de ser o roteirista que teve a chance de desvendar esse mistério. Espero que você goste de solucioná-lo conosco esta noite!

SK: Eu gosto de colaboração criativa. Chad queria tanto que esse episódio fosse bem recebido pela audiência. Ele deu à Becket uma jornada desafiadora. Nós trabalhamos duro. Rob nos fez trabalhar ainda mais duro. E acho que adicionamos uma cor legal à paleta de "Castle" através desse conto.

KS: Numa escala de 1 a 10, o quanto vocês se divertiram filmando o 8.15?

SK: 12.

CN: Stana, o que é mais difícil para você: começar o dia nas primeira horas das mahã, ou trabalhar até altas horas da noite, ou ambos? Ou você já está acostumada com isso a esta altura?

SK: Manhãããããs... Ughhhhh! Tenho sangue de coruja. 🙂

SS: Beckett é uma mulher muito forte e a considero um grande ícone feminista. Ela é uma das minhas personagens preferidas na TV por esse motivo. Você a considera um exemplo para mulheres, e qual sua coisa preferida na personagem?

SK: Eu amo quando essa personagem inspira. Uma das coisas que acho ser um elemento importante na Beckett é que ela escolheu uma profissão na qual ela constantemente é forçada a sacrificar sua própria felicidade & vida pelo bem maior de uma comunidade. Ela é uma policial. Haverão aniversários, encontros, jantares, festas etc. que ela terá de perder porque é o trabalho dela SERVIR à sua comunidade. É preciso ceder. E nem todo mundo consegue fazer isso. E nem todos os parceiros (Castle) conseguem aceitar isso. Mas os dois são farinha do mesmo saco nesse sentido. Porque AMBOS se importam com a justiça. E, para mim, eles são heróis...

CWM: Quão importante é, para vocês dois, que a personagem da Beckett cresça perpetuamente? Estamos na 8ª temporada e ela ainda aprende coisas novas sobre ela mesma.

SK: Que coisas novas você acha que ela aprendeu nesta temporada? 🙂

APA: Oi, Stana. Me pergunto se você ainda fica surpresa em ver todo o amor dos fãs por você? Que importância isso tem para você? Te amo.

SK: Essa série tem alguns dos fãs mais passionais/dedicados de qualquer projeto que exista por aí. Sei que alguns de vocês vieram de "Arquivo X," e obrigada por terem feito essa jornada. Outros eram fãs do universo de [Joss] Whedon. Obrigada por isso! E então criamos um grupo de pessoas que acharam essa história por conta própria& se apaixonaram pelos personagens, suas aventuras solucionando crimes & todas as suas idiosincrasias... Existimos porque vocês assistem. Obrigada! Vocês tornaram muitos sonhos realidade & construíram uma nova família: Castle.

TRF: Você acha que se Beckett descobrir sobre o que Castle fez durante o período em que esteve desaparecido, ela poderá perdoá-lo?

SK: Você terá que assistir para descobrir. 😉

JM: Vocês estão fazendo isso num intervalo de "Castle"? Se sim, muito obrigada por tirarem um tempo para responder perguntas dos fãs. Estou muito empolgada para o episódio de hoje!

SKB & CGC: Sim! Estamos no "almoço."

CL: Chad, foi muito difícil entrar em uma série que já tinha uma história desenvolvida? Qual a coisa mais interessante que você aprendeu sobre a Beckett enquanto escrevia a personagem?

CGC: Definitivamente foi um desafio entrar para "Castle" no começo de sua 6ª temporada, mas isso apenas significou que havia 5 temporadas incríveis de histórias e desenvolvimento de personagens para digerir. O que tem sido muito recompensador é mergulhar de cabeça na KB e chegar ao fundo do que a motiva, que é essa vontade de fazer justiça (para todos) devido ao que aconteceu com sua mãe. Ela é uma personagem tão incrivelmente complicada, e para cada camada dessa cebola que retiramos, há mais uma a ser explorada. E nenhuma atriz explora melhor do que SK.

NZ: Oi, Stana! Pergunta rápida: você algum dia dirigirá um episódio de "Castle"? A maioria dos atores em algumas séries de TV passam a produzir e então dirigem, por isso fiquei me perguntando.

SK: Eu adoraria se a oportunidade aparecesse. Estou ansiosa para dirigir no futuro.

PP: São cerca de 2h da manhã aqui na Índia. E acho que não terei nenhuma sorte em conseguir uma resposta. Há pessoas demais que te amam.
Enfim, muito amor da Índia. <3
Boa noite. Estou ansioso pelo novo episódio.
Pergunta: Como você se descreveria em uma frase?

SK: Olá à Índia! Obrigada por juntar-se a nós!!!

SS: Chad, por que você tornou-se um roteirista? Também sou escritora, você poderia me dar um conselho? Stana, você pensa em escrever um roteiro no futuro? Se sim, para o quê: filme, curta ou TV? Obrigada!

CGC: Tornei-me roteirtsta porque sempre fui um contador de histórias, mesmo quando criança (constantemente mentia para escapar de algo errado que havia feito. Shhh, não conte para minha mãe). Tive ótimos professoram que me mandaram colocar essas histórias no papel, e foi o que fiz. Escritores escrevem. Então se quer contar uma história - qualquer que seja - escreva. Contos, romances, peças, roteiros de TV ou cinema, apenas pegue uma caneta ou um teclado e coloque isso na página. Seja fiel às suas experiências únicas e à sua voz, e você encontrará algo interessante a contar.

TL: A Beckett ficará irritada com Rick pelo seu envolvimento com Loksat?

SK: Essa parte você terá que assistir. Abraços. 🙂

PR: Chad, o que é mais desafiador: escrever ou ver o que você escreveu se transformar em uma cena com atores em frente às câmeras? Stana, qual foi o trabalho mais desafiador em "Castle"?

CGC: O roteiro é apenas uma planta baixa da história, mas a história é contruída em frente às câmeras. Não há nada mais recompensador do que ver isso ganhar vida, e como todo ser vivo, evoluir. Às vezes, de formar inexperadas, o que oferece grandes desafios a serem abordados conforme tentamos manter na linha o trem que é produzir uma série.

AU: Olá aos dois! O quanto o roteirista se envolve na direção de uma cena? Ele está sempre no set durante seu episódio?

CGC: Sempre temos um roteirista no set para ajudar com questões da história, mas o diretor é o rei/rainha durante as filmagens. Às vezes Bowman me deixava sair da minha jaula para comida e água durante o 815.

MG: Para Chad e Stana, se pudesse escolher uma cena de toda a série para imortalizar, qual cena seria?

SK: O beijo de "Always".

NH: Como é trabalhar em uma série que tem tantos fãs apaixonados do mundo todo? Sou da Finlândia, mas conheci muita gente de outros países por causa de "Castle".

CGC: É uma honra, e a comunidade que criaram ao redor dessa série incrível é uma prova de que o mundo é pequeno. Sempre fico impressionado em ouvir sobre amizades que foram feitas através dos continentes graças a esses personagens e histórias únicos.

AB: Daqui 30 anos, o que você acha que dirá ter sido seu maior aprendizado ao interpretar Kate Beckett?

SK: Não sei... Me pergunte em 30 anos... (dedos cruzados)

Fotos & vídeos: Stana comparece ao Film Independent Spirit Awards

Stana Katic compareceu ao Film Independent Spirit Awards 2016 na tarde de sábado, dia 27 de fevereiro. Ela usou um vestido Alberta Ferretti, e foi produzida por Nicole Chavez, com cabelo e maquiagem a cargo de Evolution Man e Lisa Aharon, respectivamente.
Confiram fotos e diversos vídeos da Stana chegando, saindo e no tapete azul do evento abaixo:

Eventos & Aparições Públicas > 2016 > Film Independent Spirit Awards: tapete [27.02]
Eventos & Aparições Públicas > 2016 > Film Independent Spirit Awards: chegada & saída [27.02]

00180160

 










Stana fala com o Yahoo! no EMA

Matéria do Yahoo! sobre o Environmental Media Awards. Confiram o trecho com a Stana:

Stana Katic compareceu ao evento em um macacão de paetês Naeem Khan. "É um pouquinho roqueiro, simples, então me parece confortável e fácil para essa noite. E essa noite parece ser uma que você só quer se mover livremente, porque há um tapete verde. Então quem sabe? Talvez eu tire os sapatos e corra por aí descalça!" No set de "Castle," Katic disse que ela e sua equipe constantemente buscam opções mais naturais de maquiagem. "Fico muito sob os holofotes, então tento encontrar produtos que sejam leves na pele. Então estão sempre à procura e mudando isso." No momento, ela tem usado Tarte, Dr. Hauschka e Cinq Mondes.