Stana Katic Brasil » Arquivos de scans

Stana Katic Brasil

Stana Katic Brasil

Siga-nos em nossas redes sociais:
Entrevista de Stana Katic na Glamour Hungria

Ela retorna em uma nova série interpretando uma agente, mas a queridinha do público Stana Katic não é uma novata.

A atriz canadense passou por várias séries famosas na última década, desde "Plantão Médico" ("ER"), a "24 Horas" ("24") e "Heroes". Ela também apareceu em filme do James Bond, mas todos a amam por interpretar Kate Beckett em "Castle". Mas ela deixou a história de sucesso para trás após 8 temporada, e agora Stana Katic retorna com uma personagem ainda mais empolgante. Conversamos com a atriz sobre "Absentia" e os desafios da televisão moderna.

Quão difícil foi interpretar a personagem Emily Byrne?
O mais difícil foi ir e voltar na história. Imagine filmar uma cena do 10º episódios, e no mesmo dia gravar uma cena do 2º episódio e depois mais uma do 5º. É como se tivéssemos rodado três filmes. Foi um grande desafio, mas também foi divertido.

Vemos muitas personagens femininas fortes recentemente. Emily é uma delas?
O catalizador de "Absentia" é o que acontece com Emily. Essa não é apenas a história dela, mas sim o colapso de sua vida. O que acontece com os outros personagens é só uma consequência da história dela, mas ao mesmo tempo, esses personagens têm um efeito um sobre e dependem um do outro.

Você também faz filmes, mas trabalha principalmente em produções televisivas. Isso é uma escolha consciente?
Na verdade, não. Eu não me importo com o meio onde será feito meu trabalho. Eu procuro bons papéis e histórias interessantes.

Muitos atores dizem que seriados estão roubando o lugar do cinema. O que você acha disso?
Não há dúvidas que, atualmente, a televisão tem mais produções e maiores orçamentos do que nunca, e muitos atores que antes só faziam cinema estão entrando para a televisão. A audiência, por natureza, não muda muita entre os dois apesar de ser plataformas diferentes. Mas ambos querem contar boas histórias.

Você era fã de algum seriado quando jovem?
Nossa, cara! Eu amava "Perdidos no Espaço" ("Star Trek")! Eu faço uma saudação vulcana, e sempre quis afiar minhas orelhas.

Fiquei muito surpresa em saber que você compõem músicas e que também canta. Me conte mais sobre isso.
Isso é engraçado. Não é algo que faz parte da minha carreira, e sim algo que eu gosto de fazer em casa, em segredo.

 
Absentia
Na série, Stana Katic interpreta Emily Byrne, uma agente do FBI que desaparece sem deixar rastros enquanto investigava um assassino em série. Ela é dada como morta mas, 6 anos depois, é encontrada com vida em uma cabana na floresta sem lembrar do que aconteceu. Na sua antiga vida, nada continua igual: seu marido casou-se novamente e seu filho não a reconhece. Emily se vê envolvida em uma nova série de crimes, mas parece que ela não pode mais confiar nem em seus colegas da agência.

 
Confiram os scans da revista (e a foto usada) em nossa galeria:

Scans > 2017 > Glamour Hungria [novembro]
Sessões de fotos > 2017 > #01 - Nino Muñoz

Stana Katic fala sobre suas origens à revista croata Gloria

A atriz Canadá-estadunidense de origem croata Stana Katic (39 anos), provou mais uma vez que gosta de interpretar mulheres fortes. Por 8 anos ela foi a queridinha da audiência Kate Beckett na série "Castle," mas ela deixou o programa em meados de 2016 e tirou curtas férias, esperando novos desafios. Ela logo retornou à telinha, e novamente como uma guardiã da ordem pública.

Em "Absentia," ela interpreta a agente do FBI Emily Byrne. Depois de desaparecer por 6 anos, período em que achavam que ela havia sido vítima de um assassino em série que foi condenado pelo crime, Emily foi encontrada em uma remota cabana na floresta. Ela não se lembra quem a sequestrou, nem o que aconteceu durante todos esses anos, e voltar para casa é uma experiência complicada: seu marido está vivendo com uma nova esposa, e seu filho não a aceita.

"Não me saio mal quando preciso interpretar uma mulher durona. Antes desse papel, eu já havia feito karatê, então sei bater bem quando preciso. Além disso, dancei balé por muitos anos, e adoro quando posso me expressar através de movimentos, seja com luta, dança ou pelo modo como ando," diz Katic, que, no primeiro episódio de "Absentia," bate brutalmente em um criminoso.

As filmagens dos 10 episódios de "Absentia" foram difíceis devido aos curtos prazos. Às vezes, ela filmava cenas de 3 episódios diferentes em um único dia. "A cena mais difícil de gravar foi uma em que Emily está fugindo e atravessa um lago a nado. A água estava congelando naquele dia. O diretor e os produtores até duvidaram que conseguiríamos filmar. Eu estava bem preparada - usava um traje de mergulho, e as roupas da Emily por cima disso -, mas não foi fácil para mim. Eu não sabia como meu corpo reagiria. Por sorte, apesar de estar muito feio, tudo correu bem. A cena pode até ser a minha preferida na série, pois descreve como Emily encara o perigo, que poderia até ser fatal. Mas ela não quis desistir em momento algum," diz Stana, que também é produtora executiva da série.

As filmagens foram tão difíceis que ela espera que seu próximo trabalho seja em uma comédia. Ela também espera ter alguns meses de folga para se dedicar à vida de casada. Um dia antes de seu 37º aniversário, em 25 de abril de 2015, ela casou-se com seu namorado de longa data, o empresário australiano de origem sérvia Kris Brkljač. Eles se casaram no idílico monastério ortodoxo Dragović, construído próximo ao lago Peruća no final do século XIV, mostrando o quanto a atriz ama a terra natal dos pais.

A mais velha dos 6 filhos de Petar and Rada Katic, donos de uma loja de móveis, Stana sempre enfatiza que seu país é de Koljane, próximo a Vrlika, e sua mãe é da região de Sinj. Antes dela nascer, seus pais imigraram para a cidade de Hamilton, no Canadá, e quando ela tinha 5 anos, sua família mudou-se para a cidade de Aurora, nos arredores de Chicago, nos EUA. Mas apesar de ter crescido na América do Norte, ela nunca esqueceu a região de Cetina.

"Eu fui lá, pela primeira vez, com 5 anos. Atualmente, tento visitar ao menos uma vez ao ano. Nesta primavera, até tentei aprender a fazer o máximo de pratos tradicionais o possível. Visitei familiares e amigos e implorei para que me apresentassem a pessoas que ainda cozinhassem à moda antiga. Aprendi muito, mas meus preferidos ainda são blitva [NT: acelga com batata], pura [NT: polenta] e aspargos com ovos. Sei que são refeições clássicas, mas as amo. As receitas não são complicadas, mas é preciso ter ingredientes frescos e bem escolhidos para ficarem realmente boas. No verão passado, comprei farinha de milho moída em um moinho, e o aspargos mais delicioso cresce na propriedade do meu primo na Dalmácia. Amo tanto blitva que plantei acelga no meu jardim na Califórnia. E, é claro, adoro peka na brasa [NT: tradicional prato de carne com vegetais]," diz a charmosa atriz de olhos verdes, que já estrelou no filme de James Bond "007 - Quantum Of Solace," além de "Codinome Cassius" ao lado de Richard Gere e "Big Sur," onde interpretou a poetisa Lenore Kandel.

Stana constantemente mostra seu amor pela região de Cetina no seu perfil no Instagram. Ela se mostra bem informada sobre os eventos da região, e após o anúncio da construção da usina termelétrica de Peruća, ela disse que espera que a fonte de água pura mantenha-se assim por muitas gerações por vir.

Com suas visitas, seu croata vem melhorando, mas ela ainda fala inglês em entrevistas. "Eu entendo tudo e todos me entendem. O problema é quando começo a falar sobre algo alem do cotidiano, como por exemplo economia ou tópicos médicos. Nessas horas, fica difícil encontrar a palavra certa," diz Stana, que usou sua última viagem à Dalmácia para enriquecer seu vocabulário.

"Estava interessada na diferença entre as palavras 'plemenit' [NT: nobreza] e 'mudrost' [NT: sabedoria]. Por dois meses, perguntei a amigos e conhecidos qual palavra melhor os descrevia. Sem exceção, eles escolheram 'plemenit,' e essa é a minha palavra em croata preferida," diz a atriz, que está sempre arrumada e bem vestida em estreias de Hollywood. Mas, na vida privada, ela é completamente diferente.

Quando não está gravando, ela não usa maquiagem porque, diz ela, batom não ajuda em nada quando está cavando em seu jardim. Ela é ainda mais minimalista com seu guarda-roupa. "No meu armário, tenho apenas o que preciso. Eu gosto de ter algumas peças bem escolhidas que vem vestem bem, ao invés de muitas roupas lindas nas quais vou me perder. É claro que, às vezes, eu compro algo sem pensar muito. Em uma viagem recente ao Japão, fiquei fascinada com os tecidos e vestidos que desafiam tendências, que podem ser usados hoje e também daqui 10 anos. Estou constantemente caçando peças assim," diz a atriz que mantém a forma com corridas, ioga e bicicleta. Quando perguntada qual é sua real faceta - se a Stana "durona" das telinhas ou a Stana "glamurosa" dos tapetes vermelhos, com um enorme sorriso, ela responde: "Nenhuma das duas. Se você perguntasse isso aos meus amigos, acho que eles diriam que a verdadeira Stana é uma nerd brincalhona."

 
Confiram os scans da revista na nossa galeria:

Scans > 2017 > Gloria [19 outubro]

Scans: GQ España entrevista Stana Katic

Ela esteve na pele da detetive Kate Beckett em 173 episódios divididos em 8 longos anos, mas "Castle" já terminou e é preciso trocar o disco. "Absentia," seu novo projeto, é o caminho mais curto para deixar o passado para trás.

Os seguintes nomes tem algo em comum: eles tentam virar a página, mas talvez não tenham sucesso, mesmo que tentem por 100 anos. Quem olha o Daniel Radcliffe, imediatamente pensa em Harry Potter (a saga cinematográfica do jovem bruxo acabou em 2011, e desde então ele interpretou uma dúzia de outros personagens, mas ainda assim). O mesmo acontece com Hugh Laurie e seu Dr. House, Jim Parsons e Sheldon Cooper, ou com Matthew Fox e Jack Shephard, da série "Lost". Todos eles são atores talentosos, com uma carreira mais ou menos brilhante nas costas, mas a memória coletiva insistiu em lembrá-los pelo personagens, e não pelas pessoas. Stana Katic (Ontário, Canadá, 1978) agora enfrenta o desafio de fazer com que esqueçam de Kate Beckett, a carismática (à sua maneira) coprotagonista do "Castle". De 2009 a 2016, esteve na pele da, primeiramente, detetive e, em seguida, capitã mais infalível do departamento de polícia de Nova York. Oito longas temporadas, 173 episódios no total que a cada semana eram vistos, em média, por mais de 10 milhões de telespectadores apenas nos EUA. Árdua tarefa que Stana tem pela frente. Muitas pessoas durante muitas horas assistindo a mesma mulher no mesmo papel. É normal que não saibam mais quem é uma e quem é a outra. Ela, apesar desse desdobramento forçado da personalidade, sabe que é uma privilegiada. "Este trabalho me proporciona experiências magníficas. Só posso agradecer por tudo que a profissão me deu", confessa.

Absentia pode ser a série a desfazer a associação Stana/Castle. A primeira produção da Sony Pictures Television Networks, dentro da nova estratégia da multinacional, é um dos lançamentos mais ambiciosos do outono (estreará na Espanha pela AXN em 25 de setembro). A primeira temporada, composta por dez episódios, segue Emily Byrne (Stana Katic), uma agente do FBI especializada em caçar assassinos em série que um dia desaparece sem deixar rastros e é declarada morta. Porém, seis anos depois, ela é encontrada em uma cabana numa floresta. Com vida, é claro. Essa é a boa notícia. A má é que ela não se lembra de nada que aconteceu com ela durante sua ausência, e nem sabe muito bem como ou por onde começar a procurar a pessoa responsável por seu sequestro. "Eu fui associada à 'Castle' por muitos anos. Felizmente, 'Absentia' é completamente diferente do que eu vinha fazendo ultimamente. Cada capítulo do 'Castle' acabava de forma independente. Dessa vez, é o contrário; é como se tivéssemos gravado um filme de ação de longa duração. Seu tom é sombrio e não tem aquele toque divertido que 'Castle' tinha," explica a atriz. Apesar dos pontos comuns que as tramas de "Absentia" e "Homeland" possam ter (também pensamos nisso), Stana prefere manter a distância entre elas: "Eu gosto da idéia porque sou um grande fã do thriller do Showtime, mas prefiro não entrar em comparações ".

Pelo visto, "Absentia" é uma oportunidade perfeita para fechar brechas. De fato, presumimos que ninguém está mais interessado em deixar Kate Beckett no passado do que a própria Stana. Muito foi dito durante a transmissão da 8ª e última temporada de "Castle" sobre o ambiente ruim no set. Segundo boatos, a canadense e seu parceiro Nathan Fillion (Richard Castle) não se entendiam, para não dizer outra coisa. De fato, a inesperada demissão de Stana - causado justamente pela tensão no set - levou ao cancelamento da série, quando a intenção era filmar uma nova temporada. Se você já se perguntou o por que daquele final desajeitado e desconcertante, aqui está sua resposta. Quem sabe, talvez isso fosse parte do grande plano de Stana: enterrar Kate Beckett. Será que ela conseguirá?

Que se inspire em Gillian Anderson...

Sessões de fotos > 2017 > #01 - Nino Muñoz
Scans > 2017 > GQ España [outubro]

Entrevista de Stana Katic para Io Donna

Para mim, o amor é como o ritmo fandango
"Culpa do meu espírito cigano, sempre pronto para me fazer viajar com a fantasia," disse a atriz Stana Katic. Que apenas em uma ocasião fica sem palavras...

Stana Katic, canadense de origem sérvio-croata de 39 anos, após se despedir de "Castle" (onde era a detetive apaixonada pelo escritor do título) virou a protagonista e produtora de "Absentia," série que estreará em breve. Nela, a atriz interpreta Emily, outra mulher forte: uma agente do FBI que desaparece e volta para casa após 6 anos, mas sem memória.

 
Vivemos em um mundo perigoso. Qual o seu maior medo?
Perder quem eu amo: meu marido, um amigo ou familiares. Só de pensar, fico paralisada.

No set, como você espantava pensamentos negativos, já que a série tem um tema tão sombrio?
Eu ouvia Radiohead para aliviar a tensão.

O que faz seu coração bater mais forte atualmente?
Meu espírito é cigano, curioso, selvagem, sempre pronto para descobrir novos lugares e viajar, mesmo que apenas na fantasia, lendo um livro.

E o amor?
Para mim, é como o fandango: uma dança que deve ter rítmo, onde se mantém viva a chama com uma sedução sutil - um jogo no qual se emaranha e se diverte, pois rir é fundamental.

Um colega que a deixou aturdida?
Richard Gere. Trabalhamos juntos em "Codinome Cassius 7" ("The Double"), e ele me deixou sem palavras. Não só porque é um dos homens mais sexies do mundo, mas também porque é simples e generoso... e se aproximou de mim algumas vezes quando disse que era sua fã. O que posso fazer? Tenho um fraco por artistas talentosos, desde Johnny Depp a Daniel Day-Lewis e Anthony Hopkins. Fico sem palavras na frente deles. E isso não é algo que me acontece com frequência.

 

Scans > 2017 > Io Donna [9 setembro]

Scan: TV Guide fala de “Sister Cities”

A última edição da revista estadunidense TV Guide (5-18 de setembro) deu destaque à estreia de "Sister Cities" no canal Lifetime em 17 de setembro. Vejam o que diz a matéria, que conta ainda com uma entrevista do diretor Sean Hanish.

Irmãos são como drinks - às vezes, apenas um pode parecer demais. Por isso, as protagonistas do novo drama do Lifetime, "Sister Cities" - Austin (Jess Weixler de "The Good Wife"), Dallas (Michelle Trachtenberg de "Gossip Girl"), Carolina (Stana Katic de "Castle") e Baltimore (Troian Bellisarion de "Pretty Little Liars") - não se veem muito. Ao menos até que a mãe com ELA delas, Mary (Jacki Weaver), se afoga em sua banheira.

As quatro mulheres, que têm pais diferentes, estilos de vida diferentes e problemas com a mãe diferentes, não ficam felizes em se reencontrarem na pequena cidade onde cresceram. Elas também não ficam felizes quando a morte de Mary revela-se cercada de mistérios, o que faz com que o delegado da polícia local (Tom Everett Scott) apreenda as irmãs (e o corpo em decompisoção da mãe) no lar de infância delas, o que as força a confrontar antigas lembranças (Amy Smart interpreta Mary nos flashbacks).

Para se prepararem, as atrizes passaram uma noite juntas na mansão alugada em Altadena, Califórnia, que se passou pelo lar da família na Nova Inglaterra. "Nós decoramos os quartos para cada irmã, e elas fizeram uma festa do pijama," disse o diretor Sean Hanish. "Jess, Michelle, Stana e Troian já são talentosas, para começo de conversa, mas após passarem um pouco mais de tempo juntas aprendendo o que amam e o que odeiam nas mulheres que interpretam suas irmãs, elas puderam aprofundar ainda mais suas performances."

Weaver também ajudou as garotas a entrarem nas personagens se oferecendo para escrever elas mesma as cartas finais de Mary para suas filhas, as adaptando para cada atriz. "Elas eram lindas," diz Hanish. "E eu não contei às meninas. Quando as irmãs abrem as cartas de Mary, [a cena foi filmada em] uma só tomada, e foi daquele jeito exato que cada atriz reagiu."

Confiram o scan na nossa galeria (agradecimentos ao Stana Katic Central pela imagem!):

Scans > 2016 > TV Guide [5 setembro]

TV Guidenophotonophotonophotonophoto

Scan: Stana na edição "World's Most Beautiful" da People

Pelo 3º ano consecutivo, Stana marcou presença na edição comemorativa das mulheres mais belas do mundo da revista People.
Em 2013, ela apareceu na sessão "Celeb Selfies" ("Selfies de Celebridades") e, em 2014, na "Beauty At Every Age" ("Beleza Em Todas As Idades"). Desta vez, foi na sessão "High-Heeled Hotties" ("Belas de Salto Alto").
Confiram:

Um estudo francês diz que mulheres são mais atraentes de salto alto (Duh!). As estrelas contam sobre como elas sofrem por estilo.
Stana Katic - 37
"Sapatos. É precário porque às vezes o tapete é grosso ou você está andando em paralelepípedos."

Confiram o scan em nossa galeria:
2015.05.04 People
Scans > 2015 > People Magazine [4 maio]

Scan: Stana Katic conta por que locomover-se sem carro "simplesmente faz sentido"

Stana deu um pequeno relato sobre o Alternative Travel Project para a edição de 27 de abril da revista americana People, na sessão "Why I Care" ("Por Que Me Importo"),

Stana Katic
A estrela de "Castle," de 36 anos, criou um programa para encorajar as pessoas a saírem sem carro

As pessoas em LA brincam dizendo que namorar alguém que more do outro lado da cidade é motivo para terminar o romance, porque quem quer um relacionamento "à longa distância"? Qualquer um que já tenha enfrentado o trânsito de LA entende a piada. Para mim, achei que deveria haver um jeito melhor de rodar pela cidade. Minha criação não foi influenciada por ativismo ambiental tanto quanto por praticidade. Meu "normal" sempre foi ter um jardim de vegetais e algumas árvores frutíferas no quintal. Quando visitei familiares na Europa, vi que andar à pé e de bicicleta é mais divertido do que andar de carro para realizar suas tarefas diárias - e acho que ser exposta a esse estilo de vida foi o que me abriu meus olhos para a oportunidade fantástica que nós temos aqui. Então lancei o Alternative Travel Project em 2010, para encorajar as pessoas a buscarem novas opções de transporte. Agora, conforme nos aproximamos do Dia da Terra em 22 de abril, temos gente pelo mundo todo voluntariando para deixarem o carro na garagem por alguns dias. Desde crianças na Romênia saindo sem carro às sextas-feiras e aprendendo sobre os benefícios do ATP, a uma bibliotecária em Minnessota que está lutando contra a esclerose múltipla e vai andando para o trabalho apesar das suas dificuldades de saúde, a resposta ao projeto sem sido fenomenal. É uma escolha de vida divertida que tem um efeito positivo na sua saúde e no meio ambiente. Ela simplesmente faz sentido.

Confiram o scan, compartilhado pelo próprio Twitter do ATP, em nossa galeria:

People
Scans > 2015 > People Magazine [27 abril]

fonte

Scans: "Sou louca pela Itália e seus sorvetes"

Na Itália para gravar um filme, a detetive Beckett de "Castle" conversa com a revista TV Sorrisi e Canzoni.

É um belo dia em Florença quando encontramos Stana Katic: o céu está limpo e a vista da cidade do alto da Torre Guelfa, com o Dumo e o Palazzo Vecchio de um lado e as colinas do outro, nos dá um dos panoramas mais espetaculares da cidade. "Isso é realmente belíssimo," ela exclama.
Canadense de Ontário, com 36 anos, nascida sob o signo de Touro, Stana é a atriz que há 7 anos interpreta a detetive Beckett na série "Castle". Uma detetive amada pelo público, tanto que, pelo segundo ano consecutivo, ela ganhou o People's Choice Award, um cobiçado prêmio em Hollywood pois é escolhido pelo público e, como sabem, quando a audiência ama você, então sua carreira está garantida. (Nathan Fillion, o ator que interpreta Castle, e a série também foram premiados.)
De fato, "Castle" - que está em sua 7ª temporada (no ar na Fox, enquanto a Raidue acabou de começar a 6ª) - não dá sinais de cansaço. Depois de manter os espectadores grudados na tela por anos com seu jogo romântico, a bela Beckett e o incorrigível Castle parecem finalmente ter encontrado a receita para seu "viveram felizes para sempre".

Semelhanças...
"Eu, pessoalmente, amo ir ao cinema para me perder nos personagens na telona e me surpreender com reviravoltas inesperadas, então gosto de fazer o mesmo como atriz."

Você não pode nos contar nada do que está por vir nos novos episódios, certo?
"Certo. Mas falando sério, Não sou em quem escreve os roteiros, mas posso te assegurar que nossos escritores são os maiores fãs da série, amam os personagens, amam a história, e acima de tudo, amam entreter o público. Então tenham fé, porque asseguro a vocês que o que está por vir será mais do que satisfatório."

Veio à itália para gravar um filme independente, "The Tourist".
"Sim, e confesso que o fiz por um motivo: poder passar um tempo aqui, adoro a Itália. É claro que apenas esse motivo não seria o bastante, e o que realmente me convenceu foi a ambientação no mundo do calcio storico fiorentino. História é a minha paixão e fico feliz com o fato de que um projeto desses tem o potencial de levar a um público internacional essa tradição local, que provavelmente é desconhecida até por muitos italianos. No elenco ainda temos Alessandro Preziosi e Alessandra Mastronardi. Não trabalhei diretamente com eles, mas os conheci e são muito simpáticos."

Na prática, você usou as férias entre as temporadas de "Castle" para fazer esse filme. O que acha de Florença?
"Florença é extraordinária: durante os intervalos das gravações eu explorrei a cidade, tentei aprender sua história e fiz várias compras. Não sou do tipo de pessoa que fica louca no shopping, mas como resistir à tentação? E eu tentei falar o idioma: aprendi na universidade e quando um dos meus 5 irmãos estudou em Milão, eu vim visitá-lo várias vezes. Até tive um namorado italiano... Siciliano, para ser exata. Não me faça pensar em qual tipo! Vai me dar dor de cabeça."

Não achou a lama siciliana fria demais?
"Claro que não, e ainda ficava louca com os sorvetes: avelã e pistache. A sorveteria San Crispino em Roma é a minha preferida. As ruelas dessas cidades, incluindo Roma e Florença, são maravilhosas. Das ruas dá para sentir as pessoas cozinhando, conversando, assistindo TV em seus lares. A noção de comunidade é muito forte aqui. Não existe 'eu' e 'meu', e sim "nós' e 'nosso'."

Você assiste "Castle" na TV?
"Não, nem tenho uma televisão, porque não tenho muito tempo livre."

E o que faz nesse pouco tempo livre?
"Adoro ir ao cinema, pensar como os personagens e seguir a história. Mas minha atividade preferida, quando chego em casa do set de "Castle", é cair na cama. Bela Adormecida!"

 
O scan da matéria já está em nossa galeria:
TV Sorrisi i Canzoni
Scans > 2015 > TV Sorrisi e Canzoni [20 março]

fonte

Scans: "'Castle' tem os ingredientes certos para durar"

Este é o terceiro ano consecutivo que Stana Katic ganha o prêmio Grand Prix de Séries da revista francesa Télé 2 Semaines.
Os internautas escolheram Stana Katic como a melhor atriz estrangeira pela terceira vez seguida. A atriz aproveitou a chance para falar do sucesso da série, mas também expressou suas condolências pelos recentes atentado que ocorreram na França.

Aqui está você, novamente premiada pelos nossos leitores...
Uau! Obrigada a vocês! Obrigada à Télé 2 Semaines, obrigada a seus leitores e leitoras! Aproveito para mandar meu apoio aos franceses pelas coisas terríveis pelas quais estão passando. Aqueles ataques terroristas deixaram marcas profundas em nós. O planeta todo está com os pensamentos voltados para a França e as vítimas dessa tragédia terrível. Todos estamos preocupados...

Como você explica o sucesso de "Castle"?
Não sei se há uma receita para o sucesso. Mas sem um bom assunto, um bom roteiro, boas histórias a contar e atores que se entregam a elas, você dificilmente irá durar. Nada é garantido no meio do entretenimento. "Castle" é uma série que tem ação, psicologia e, acima de tudo, humor e amor.

Aonde você vê Beckett em episódios por vir?
Não sei! Só sei que, afinal, ela é uma personagem completa. É uma personagem que me permitiu explorar todas as facetas de um ser humano. O que quer que aconteça, Beckett terá um lugar especial na minha memória e no meu coração. Virá o dia em que "Castle" chegará ao fim e nossos caminhos irão se separar. Não sei quando isso acontecerá, mas estou preparada e seguirei feliz de ter participado de uma série como essa!

Confiram os scans da revista (cortesia de @BCharie) em nossa galeria. Aproveitei e adicionei outros 2 scans de revistas/jornais franceses sobre o final da 6ª temporada de "Castle" no país (sem nenhuma entrevista, ou notícia nova):

01 02 03 2015.01.19 Le Parisien

TV > Castle > Scans > 2015 > Télé 7 Jours [17 janeiro]
TV > Castle > Scans > 2015 > Le Parisien [19 janeiro]
TV > Castle > Scans > 2015 > Télé 2 Semaines [24 janeiro]