Stana Katic Brasil

Stana Katic acredita que há muitas oportunidades empolgantes no gênero de espionagem para atrizes

A ex-estrela de "Castle" Stana Katic, que interpretou uma agente no filme de James Bond "Quantum of Solace," diz que há muitas oportunidades empolgantes em filmes de espionagem para atrizes.

Enquanto o sucessor de Daniel Craig como o espião britânico James Bond não é anunciado, Katic é mais uma pessoa que está empolgada para descobrir que irá substituí-lo.

"A série de filmes é tão enraizada em todos nós devido ao trabalho da família Broccoli (produtores da série). Confio que eles farão o melhor para o próximo filme. Tenho certeza de que serei uma das pessoas na plateia ansiosas para assisti-lo.

"Dito isso, há muitas oportunidades excitantes no gênero de espionagem para atrizes, e esses filmes estão sendo liderados pelas próprias atrizes," disse Katic em entrevista exclusiva ao IANS.

Ela também elogiou a atriz Jessica Chastain, que produziu o thriller de espionagem "355".

"Ela é formidável, e sei que assistirei esse filme também," disse.

O novo drama da II Guerra Mundial de Katic irá provar ainda mais que esse gênero de filmes não é só para homens.

"Nós encerramos esse filme em junho. Agora ele está na fase de edição. Ele conta a história de três mulheres reais que foram espiãs durante a II Guerra Mundial. Ele foca em seus esforços para inverta-se a França dos nazistas," ela contou.

"Nesse filme, interpreto uma espiã britânica. O criador de James Bond disse que no mundo real dos espiões, Vera Atkins era a melhor. Desde que começamos a contar essa história, aprendemos sobre essas mulheres extraordinárias que se destacaram como heroínas épicas da II Guerra Mundial. Passei a admirá-las demais," ela acrescentou.

Katic conquistou seu próprio lugar no gênero de ação. Ela apareceu em séries como "24 Horas," "The Shield," "The Unit" e "Castle". "Absentia" a trouxe de volta ao gênero.

"Venho de uma grande família com vários irmãos. Então, de certa forma, todos aqueles anos brincando de Indiana Jones e X-Men na loja de móveis da nossa família me prepararam para um futuro na ação. É divertido explorar esses tipos de histórias," disse a atriz de "Punhos de Campeão".

Então será que um filme de super-herói está na sua lista de afazeres?

"Eu certamente adoraria interpretar uma super heroína em um filme, mas de muitas maneiras, sinto que a personagem que interpreto agora, Emily Byrne (em 'Absentia') é meio que uma super heroína. Então alguns desses desejos já foram realizados," disse a atriz que deu voz a Talia al Ghul no vídeo game "Batman: Arkham City".

"O mundo que criamos em 'Absentia' é tão extremo e muito exagerado. De certas formas, parece uma história em quadrinhos. É quase como a história de Odisseu, mas nesse caso, ele é mulher. Então por mais que eu adoraria interpretar uma super heroína em um filme, acho que já estou tendo um pouco dessa descarga de adrenalina ao contar a nossa história em 'Absentia'," ela explicou.

"Absentia" é centrada em Emily Byrne, que havia sido dada como morta. A primeira temporada mostrou como a agente do FBI tentou recuperar sua família, identidade e inocência enquanto se via como a principal suspeita em uma série de assassinatos.

Atualmente, Stana está gravando a segunda temporada da série na Bulgária.

"O mundo de 'Absentia' é ampliado ainda mais na segunda temporada. Muitas das perguntas que ficaram em aberto na primeira temporada mandarão Emily e alguns outros personagens mundo afora em busca de respostas. Terminamos nossa história em uma parte do mundo que não tem leis, onde tudo pode acontecer. Então tem sido uma temporada muito empolgante para nós, atores, filmarmos," ela disse.

Durante a entrevista por telefone, ela também falou sobre sua visita a um orfanato na Bulgária.

"Uma parte da equipe e alguns atores descobrimos sobre esse projeto local de lar temporário (Aldeias Infantis SOS). Decidimos fazer uma visita e mostrar o que fazemos nas filmagens. Foi muito maravilhoso.

"O objetivo de todos era dar a essas crianças uma opção do que seria possível para elas fazerem em seus futuros. Apenas mostrar do que se trata uma produção cinematográfica, e todos os elementos que fazem parte, desde maquiagem a cabelo, a dublês e tudo o mais... muito mais do que apenas atuação e uma câmera," ela disse.

Quanto a seus outros projetos, "Cadáver" acabou de ser lançado.

"Eu nunca havia feito um filme de terror. Foi intrigante para mim. Sou uma espectadora muito sensível, então acho esse gênero perturbador de se assistir... o que parece bobo já que eu interpretei um papel em algo assim.

"No final das contas, não sei se jamais ri tanto em um set quanto eu fazendo esse filme. Foi uma experiência incrivelmente satisfatória, o que é um enorme contraste em relação à história do filme. Foi uma experiência e tento para mim," ela disse.

Stana Katic será a protagonista de filme independente sobre mulheres espiãs.

Stana interpetará a agente de inteligência britânica Vera Atkins, que recrutava, treinava e supervisionava as agentes secretas que literalmente caíram de paraquedas na França com o intuito de sabotar os nazistas durante a II Guerra Mundial. Muitos acreditam que Atkins foi a inspiração para a personagem Miss Moneypenny, da franquia James Bond.

O projeto é baseado em fatos reais e inicialmente se chamaria "Miss Atkins' Army" ("Exércio da Senhorita Atkins") mas no momento ainda não tem título definido. Ele contará a história de Atkins e das duas primeiras mulheres recrutadas para a Executiva de Operações Especiais - também conhecida como o "exército secreto" de Winston Churchill: Noor Inayat Khan (interpretada por Radhika Apte) e Virginia Hall (interpretada por Sarah Megan Thomas).

Atkins é uma engenhosa recrutadura que guarda um segredo. Khan é uma sufista muçulmana de origem indiana, que se tornou a primeira mulher operadora de telégrafo sem fio. Hall é uma ousada americana que tem uma perna amputada mas que encara sem temor o desafio imposto por sua deficiência, o que lhe rendeu o apelido "A Senhora que Manca" e a fama de ser uma das mais perigosas espiãs dos Aliados. Essas mulheres civis formam uma irmandade improvável enquanto estão em missões perigosas para virar o jogo da guerra.

Até o momento, Linus Roache, Rossif Sutherland, Helen Kennedy, Ben Chase e Charles Brunton completam o elenco. O roteiro foi escrito por Sarah Megan Thomas, e a direção caberá a Lydia Dean Pilcher - e ambas serão produtoras do longa. A produção começou no início de abril, mas o elenco principal começará as filmagens à partir do dia 19, na Filadélfia (EUA), onde permanecerão até o fim de maio. Então, as gravações seguirão para Budapeste (Hungria).

Esse será o segundo longa dirigido por Pilcher. Além de narrativas aclamadas como "O Talentoso Sr. Ripley" ("The Talented Mr. Ripley") e o documentário indicado ao Oscar "Cutie and the Boxer," Pilcher também produziu vários filmes protagonizados por mulheres fortes, como "A Vida Imortal de Henrietta Lacks" ("The Immortal Life of Henrietta Lacks") e "Rainha de Katwe" ("Queen of Katwe"). "Um dos muitos talentos de Lydia é sua habilidade para contar histórias interessantes que tenham relevância para o mercado global. Ela é a diretora perfeita para esse drama de espionagem que conta com um elenco internacional de mulheres unidas na resistência," disse Thomas.

Já Thomas criou, produziu e estrelou o aclamado filme de 2016 "Equity," que atualmente está sendo adaptado como um seriado, do qual Thomas será produtora executiva. "Sarah Megan Thomas escreveu um roteiro forte. Num momento de ascenção do nacionalismo, essa história inédita explora como diferentes forças nacionais e culturais, trabalhando juntas, podem estimular uma maior compreensão da sociedade como um todo," disse Pilcher.

Fiquem ligados em nossas redes sociais, onde postaremos qualquer novidade sobre as gravações, elenco, etc. Você também pode sempre conferir nossa página especial sobre o filme para ficar a par de todas as informações sobre ele. 😉