Stana Katic Brasil

Stana Katic Brasil

Siga-nos em nossas redes sociais:
[Wetpaint] Stana Katic: Beijar Nathan Fillion foi “estimulante”!

[Wetpaint] Stana Katic: Beijar Nathan Fillion foi “estimulante”!

Nos tivemos a chance de conversar com a estrela de "Castle," Stana Katic, e Kate Beckett em pessoa nos contou como é a vida dentro e fora do set. Continue lendo para saber o que ela pensa do relacionamento de Castle e Beckett, o que se pode aguardar para o resto da temporada e as circunstâncias envolvendo uma estranha conexão com Jack Black. (Dica: envolve uma loja de moveis.)

 
Quanto você está se divertindo sendo a Detetive Kate Beckett?
Eu tenho gostado muito de como a história dela vem tendo mais liberdade. Ultimamente, temos explorado um pouco mais de sua vida em casa. Ela obviamente tem um novo interesse amoroso, Josh Davidson, interpretado pelo Victor Webster, que é realmente um cara incrível. O relacionamento entre ela e Castle cresceu bastante, e eles chegaram no ponto no qual realmente confiam um no outro. Eu acho que eles curtem um ao outro mais nessa temporada do que nas anteriores. É legal. É divertido.

Como foi beijar o Nathan Fillion?
Estimulante. [Risos]

Você e Nathan concordam na direção que o relacionamento de Castle e Beckett deve tomar?
Acho que Nathan acredita em não apressar as coisas, e eu também. Eu acredito que eles tem um excelente relacionamento profissional, e ainda há elementos da historia que devem ser revelados. Eu acho que, para a Kate, é muito importante que ela saiba o que aconteceu com os outros casamentos do Castle. Isso ainda não está claro. Ela sempre foi conhecida por ter um "tipo," e eu não acho que ela teria um relacionamento com alguém que ela não acredite que possa se comprometer. Existem alguns obstáculos no caminho deles, mas eu acho que eles devem ficar juntos, cara. Eu acho que romance continua mesmo quando se é um casal."

Não é preciso dizer que o beijo Castle-Beckett foi tremendo. Existe algum outro grande evento no futuro próximo de Castle e/ou Beckett?
Atualmente estamos trabalhando no episódio duplo, que tem a ver com uma possível atividade terrorista. Esse é mais um episodio com grandes riscos... Eles chegam mais próximos à morte do que jamais haviam chegado em outros episódios. Obviamente, acho que ele será bem atrativo ao público."
E no episódio seguinte, Beckett e Castle serão mandados para uma boate. É divertido, para mim, ver a Beckett nesse mundo. Ela se demonstra muito confortável e muito capaz [Risos], e eu acho que ela pega o Castle de surpresa, o que provavelmente leva sua imaginação à loucura.

Qual é o seu episódio ou momento favorito em "Castle"?
Eu gosto daqueles que tratam do passado da Beckett. Esses, como atriz, são os mais legais de fazer. Então amei "Sucker Punch" e "Knockdown". Esses foram realmente especiais. Eles mexeram com o assassinato da mãe dela; pudemos ver algumas pessoas de sua vida, como seu pai.
Me pareceu que todos os outros personagens tivessem também papeis interessantes na história, especialmente em "Knockdown". Capitão Montgomery... Ryan e Esposito tiveram papéis realmente maravilhosos. E até a Martha, especialmente em "Knockdown," mostrou um lado diferente — um amor e maternidade confiante para com Castle.

As histórias de Castle estão muito elaboradas, com muitos diálogos com expressões policiais. Quanto tempo você levou para se acostumar com o jargão?
Acho que eu levei a primeira temporada inteira pra ficar confortável com as falas de detetive. Quero dizer, nem sempre é fácil. Frequentemente, temos palavras novas. Às vezes, estamos filmando uma cena na qual estamos falando de uns suspeitos ou vítimas sem ter filmado as cenas em que os conhecemos, sabe? Então não ter uma imagem visual dificulta falar deles, às vezes.
Eu lembro na temporada passada, ou talvez tenha sido na primeira, que fizemos um episódio sobre cinco alunos do ensino médio e um deles era o assassino. [1ª temporada, "Hedge Fund Homeboys"]. Nathan tinha um monólogo que nomeava cada um dos adolescentes, conectando-os aos eventos do assassinato em uma cena de interrogatório. [Risos] Muito difícil, cara. Ele teve dificuldade, sabe? Estou rindo lembrando daquele momento. Sempre rimos disso. Agora essa é a parte mais difícil, organizar os novos nomes nos episódios. Quanto ao jargão policial, isso ficou fácil depois da 1ª temporada.

Quem é o ator convidado dos seus sonhos para "Castle"?
Daniel Day-Lewis. [Risos]

A equipe de "Castle" se encontra fora do set?
Às vezes. Nós trabalhos por longas horas, então às vezes eu preciso me encontrar com amigos que eu não vejo há meses. Quanto ao Nathan e eu, e alguns outros membros do elenco e equipe, estamos lá 16 horas por dia. Às vezes é bom ir para casa. Quando vejo minha família fico tipo, "Quem é você?" [Risos] O elenco e equipe de "Castle" tornam-se mais a minha realidade do que pessoas que eu conheço a minha vida inteira, sabe?
Mas nós também arranjamos tempo. Outro dia o Jon [Huertas] nos convidou para ir à sua hamburgueria favorita. Seamus [Dever], eu, Jon e a esposa do Seamus [Juliana Dever] saímos e aproveitamos um delicioso hambúrguer, e vimos o Jon se gabar dele.

Qual é o seu prazer culposo da TV?
Eu sou meio que uma nerd de livros. Eu trabalho por longas horas, então gosto de ir para casa e ler um livro ou ver um filme."

Então, qual é seu livro favorito?
Eu tenho alguns livros favoritos. "O Mestre e a Margarida" ("The Master and Margarita") é um dos meus favoritos. Outro é "A Vida e Proezas de Aléxis Zorbás" ("Zorba, the Greek").

Seu papel no novo drama "For Lovers Only" parece ser muito diferente de Kate Beckett. Você se esforça para interpretar personagens extremamente diferentes?
Não me esforço para buscar personagens que sejam diferentes; só procuro por personagens que sejam interessantes e inspiradores, e por trabalhar com atores e cineastas que sejam inspiradores. Então se isso acabar me levando em uma direção diferente, ótimo. Mas a questão não é contrastar Kate. É curtir a história e a personagem e o grupo de pessoas com quem trabalharei, de um modo que seja satisfatório criativamente.

No trailer de "For Lovers Only," você da uma volta em uma moto, e você disse já antes que é um pouco temerária. Qual é a coisa mais perigosa que você já fez?
Eu teria problemas com os meus produtores se te contasse. [Risos] Tenho certeza que eles bateriam na minha porta dizendo, "Você não pode fazer isso. Não sob nossos cuidados." Então, por que não deixamos assim?

Antes de atuar, o que você fazia para pagar as contas? Qual foi o seu primeiro ou mais bizarro trabalho?
Eu tive alguns que eu não acho que as pessoas imaginariam que aconteceram. Eu vendia móveis no sul da Califórnia. Acabei vendendo um colchão, eu acho, pra irmã do Jack Black. Não tenho certeza se foi para ele, ou se foi para ela. Mesmo assim, nossa conversa foi que ela era irmã do Jack Black. Foi muito legal! [Risos]

Tradução: Marina Driemeier