Stana Katic Brasil

Stana Katic Brasil

Siga-nos em nossas redes sociais:
[Visto] Entrevista exclusiva com Stana Katic

[Visto] Entrevista exclusiva com Stana Katic

[NT: Antes de publicar essa matéria, queria só esclarecer umas coisas: nós temos uma política de TOTAL privacidade à vida da Stana. Jamais postamos fotos tiradas por paparazzi (nas poucas ocasiões em que isso aconteceu, ainda bem), nem espalhamos fofocas puramente especulativas. Porém, volta e meia esse tipo de jornalismo marrom vem acompanhado de informações genuínas. Por isso, decidi postar tanto o scan dessa revista, quanto a matéria nela publicada. Mas, respeitando nossa política paparazzi free, editei a imagem para proteger a privacidade da Stana. E o texto que precede a entrevista a seguir - feito pela agência de notícias Kika Press, e vendida para a revista Visto - não tem absolutamente nenhuma veracidade, tampouco foi algo que Stana disse. Isso é apenas o fruto de sensacionalismo barato de imprensa, querendo vender revistas com uma manchete impactante - e novamente repito, sem um fundo de verdade. Por isso suprimi essas partes da tradução, e caso leiam a matéria em outro local, peço que usem o senso crítico para distinguir o que Stana realmente disse, do que a revista inventou.]

Entrevista exclusiva com Stana Katic, a detetive Kate Beckett da série de sucesso da Raidue.
O nome Stana Katic pode não significar muita coisa para você, mas certamente você reconhece o nome Kate Beckett, a intrépida protagonista de "Castle", série de sucesso que vai ao ar na Raidue aos sábados à noite, na qual ela faz o escritor Richard Castle (interpretado por Nathan Fillion) se apaixonar por ela. [...] Katic não tem problemas em falar sobre seu grande amor pela Itália: "Um dos meus quatro irmãos estudou em Milão, e eu vinha para cá sempre que podia," disse com exclusividade à Visto, com os olhos brilhando. Na verdade, ela conhece bastante sobre o país: ela conhece o idioma, ela estudou na universidade, ela adora a comida, e no passado já teve um namorado italiano.

Apaixonada por História, Stana passou o verão em Florença para gravar um filme sobre o calcio storico fiorentino, chamado (provisioriamente) "The Tourist". "Me atraia a ideia de vir à Itália, mas o que me convenceu a fazer o filme foi a história: adorei a possibilidade de mostrar a um público internacional um evento tradicional local, num local tão considerado por cineastas como Florença."

 
Como foi trabalhar com [os atores italianos] Alessandro Preziosi e Alessandra Mastronardi?
Acabou que não tivemos cenas juntos, mas eles me pareceram muito bons. É incrível ver como as pessoas ficam empolgadas quando os encontram pelas ruas. Fiquei muito feliz que eles estavam nesse filme; acho que eles terão um papel fundamental em atrair o público italiano aos cinemas.

Você fala italiano muito bem. Você tem falas em italiano no filme?
Minha personagem é casada com [o personagem de] Marco Bonini, que é italiano, e falo o idioma com ele algumas vezes. Interpreto uma professora. Acho que, para elenco e equipe, teve der sido um pesadelo me ouvir por horas a fio explicando o subjuntivo, "Dúvida. O subjuntivo expressa dúvida, incerteza. Gente, prestem atenção!" [diz ela em italiano, com sua melhor entonação de professora.] Mas o protagonista é Brett Dalton, então o filme foi gravado em inglês.

Pode nos contar uma história engraçada do set?
Tem uma ótima. Um dia, estávamos gravando num beco de Florença quando, no meio de uma cena, uma janela se abre a aparece uma senhora: "O que vocês estão fazendo?" ela pergunta. "Estamos gravando um filme," respondemos. "Qual o nome," ela insiste em perguntar. "The Tourist, o turista." "O curista?" "O turista!" A conversa, que não aconteceu num tom baixo, atraiu a atenção dos vizinhos e todas as janelas começaram a abrir aos poucos, e as pessoas nos chamavam enquanto tentávamos seguir com as filmagens. Foi bem divertido.

Você estrela "Castle" há 6 anos já, e sua personagem evoluiu muito. O quanto você mudou nesse período, como atriz?
Antes de mais nada, eu consigo viver com esse trabalho, e isso não é todo mundo que consegue. Acho que estou mais forte, e aprendi a ser uma parte integral dessas histórias que quero criar. Mas, na verdade, ele mudou toda a minha vida. Esse trabalho, por exemplo, me permite visitar partes do mundo que não poderia de outra forma.

Há uma iniciativa com a qual você tem um grande envolvimento, o Alternative Travel Project, que propõe modos alternativos de transporte, que não o carro. Qual a importância da sua fama para esta causa?
Não sei se todo mundo que me segue tem interesse em algo além de "Castle", mas sou extremamente grata ao fato de que algumas dessas pessoas que se interessam por coisas com as quais eu me preocupo, como o hospital infantil e o Alternative Travel Project, puderam entrar em contato com esses projetos por minha causa.

O trabalho de um ator de TV é muito intenso. Quais colegas você vê fora das horas de trabalho?
Trabalhamos tanto que, à noite, não dá tempo de fazer nada além de ir para a cama. Fazer parte de uma série como "Castle" é algo muito exaustivo, e não sobra muita energia para socializar. Todos nós somos obrigados a sacrificar uma parte de nossa vida privada por isso, então nos raros momentos de descanso do trabalho, preferimos ver amigos e familiares. Quanto tenho tempo livre, sempre tento balancear as coisas: família, dormir, talvez uma caminhada.

Você tem tempo de se assistir na TV?
Não tenho uma TV. Se quero ver algo, assisto online ou em DVD. Ou faço live tweet com as amigas Sasha Alexander [protagonista de "Rizzoli & Isles" e nora de Sophia Loren] e Christina Applegate [atriz de "Up All Night]; é nossa "girls night in," a noite das garotas. Cada uma assiste ao programa da outra e então comentamos ao vivo no Twitter. É algo que eu curto muito.

Você acabou de voltar da Itália. O que você descobriu de novo sobre o país, que não conhecia antes?
As rádios italianas. Adoro. Estava ouvindo uma, não lembro qual, e decidi que, quem quer que fosse o DJ, deveria ser um parente meu, porque todas as músicas tocadas eram exatamente umas das minhas preferidas.

Qual seu prato preferido da cozinha italiana?
Macarrão, mas sou doida pelos sorvetes.

Sabores preferidos?
Avelã e pistache.

Scans > 2014 > Visto [2 outubro]

_01_02