Stana Katic Brasil

Stana Katic Brasil

Siga-nos em nossas redes sociais:
[TVLine] Stana Katic fala do episódio mais sombrio de “Castle” e do momento extremamente romântico dele

[TVLine] Stana Katic fala do episódio mais sombrio de “Castle” e do momento extremamente romântico dele

Nessa 2ª feira, em "Castle", Beckett é subitamente chamada para ajudar a divisão de Narcóticos da NYPD no que parece ser um trabalho simples, fingindo ser uma distribuidora de drogas de baixo escalão a fim de atraírem um alvo ainda maior. Mas quando as coisas não saem como o planejado, basta dizer que ela não chegará em casa a tempo de jantar com Rick, conforme prometido.

Stana Katic falou com o TVLine sobre o que ela chama de momento mais sombrio de "Castle", mas que ainda assim oferece uma perspectiva "muito especial" da mente da noiva Kate. Além disso, a atriz fala do recente papo entre Kate e Alexis, e se realmente estamos rumando para um casamento.

 
"In The Belly Of The Beast" é bem diferente do que a série geralmente faz. Você teve um sobreaviso de que algo assim aconteceria?
Houve um aviso bem pequeno, apenas que eles fariam algo que seria um pouco mais intenso com minha personagem, e que a carga de trabalho seria um pouco mais pesada também.

E qual foi a sua reação quando você leu o roteiro?
Fiquei feliz... A série sempre fica entre comédia e drama, e sendo que isso é o mais sombrio que a série pode chegar, foi extraordinário poder fazê-lo com algumas das peças centrais do grupo, como Rob Bowman, que é nosso produtor executivo e também diretor regular da série e um dos elementos-chave na sala de edição. E trabalhar num roteiro do Andrew [Marlowe], que é o criador da série e produtor executivo, feito com David Amann, outro produtor executivo e colaborador do Andrew... Foi muito legal.

O resultado final foi bastante atmosférico. Tipo, se você me dissesse que isso era um filme do cinema alemão, eu quase acreditaria em você.
[Risos] Isso é coisa do Rob. Essa foi uma oportunidade de trabalhar com alguém que ama cinema e ama fazer cinema, e Bowman sempre leva a si mesmo e à equipe ao limite, e nós amamos isso. Nos inspiramos ao trabalhar com ele. Não há nada melhor do que gravar com alguém que está disposto a dar tudo de si, e ele certamente é esse tipo de pessoa criativa.

Só para esclarecer, apesar de você e eu falarmos, brincando, sobre "Beckett durona", dessa vez a questão não é ela ser feroz no sentido de combate físico e sacando armas. Essa é uma intensidade diferente que acontece com ela.
É, sim. As coisas estão além de seu alcance, de muitas maneiras. Ela começa o episódio pensando que irá ajudar outro departamento ao infiltrar-se disfarçada, e que isso será feito em poucas horas e então voltará para casa. E as coisas ficam muito mais sombrias, muito rápido. Tivemos um elenco convidado maravilhoso. Kenny Johnson (de "The Shield") é fenomenal; me diverti demais trabalhando com ele. Ele sempre me dava algo físico com o qual trabalhar... Parecia que todos estavam comprometidos, do tipo, "Essa é uma experiência única, então vamos dar tudo de nós."

Uma coisa na qual fiquei pensando enquanto assistia foi: Você acha que a Beckett da 1ª temporada teria conseguido passar por isso? Ela teria aguentado?
Não mesmo. Acho que talvez ela teria estamina para aguentar fisicamente parte disso, mas - e isso faz parte da evolução dela ao longo dos últimos 6 anos - acho que em determinado momento ela ficou menos reativa, menos emocional. Os gatilhos emocionais não são mais os mesmos. Ela é mais letal porque ela é capaz de conter essas emoções e analisar as coisas com mais abjetividade. É claro, há um momento em que ela cede nesse episódio, com [spoiler]. Mas quer saber? Ela está indo em direção à morte de qualquer jeito, então ela irá lutar pelo seu último suspiro.

O que acho interessante é que, apesar de Rick e Kate estarem fisicamente separados por boa parte do episódio, ele provavelmente tem um dos momentos mais românticos para eles. Estou falando da carta de "despedida" que Kate escreve para ele... Você concorda?
Sim. Concordo. Concordo. Quero dizer, nada dá mais conteúdo para um história de amor do que encarar sua mortalidade, certo? Nada dá melhor material para cenas de sexo do que encarar sua mortalidade. [Risos]

A carta, especificamente, é legal porque eles poderiam facilmente ter ignorado isso. Mas o fato de que a mostraram sentando para escrevê-la, e tendo tanto cuidado para escondê-la para que ele a encontrasse depois, foi uma cena bem forte.
Também acho, porque nem sempre temos a oportunidade de ver o monologo interno da Beckett. Castle tem sua mãe e, às vezes, sua filha, então ele tem oportunidades de mostrar o que se passa em sua cabeça. Em certo momento, tivemos o psicólogo da Beckett, mas não temos mais isso agora. [Kate e Rick] meio que usam um ao outro para se expressarem, e fizemos algo muito bonito usando obstáculos do relacionamento para analisar suas vidas e pelo que estavam passando nesses últimos episódios. Mas nunca tivemos um momento para entender quão fundo vão essas afeições - principalmente para Kate, que acredito que sejam alguém complexa e capaz de emoções extremamente profundas. Numa das primeiras temporada ela diz, "Sou do tipo 'primeiro e último'," então ao se comprometer com alguém como Rick significa que ela está totalmente entregue. Poder expressar isso em cena através de um monólogo interno e da carta foi muito especial.

Agora, falando do que vimos até agora nessa temporada: Você gostou de fazer os planos do casamento, e ver o futuro das personagens de materializar aos poucos?
Gostei. Curto isso porque mostra outro elemento do nosso relacionamento, a doçura. E acho que muitas pessoas se relacionam com a confusão de ter que planejar um casamento. Além disso, é algo que não entra no elemento criminal da nossa história, então é legal expandir para um novo campo. Castle, é claro, está sempre em modo contador de histórias, mas Beckett precisa ser um pouco mais objetiva quando está trabalhando. Então assim nós podemos ver esse outro lado do relacionamento, quando eles estão em casa ou fora do trabalho.

Kate parece já ter seu vestido de casamento, ela e Rick parecem já ter a música escolhida, mas alguns fãs acham que isso talvez seja uma distração - que se, e quando, o grande dia chegar, será um vestido diferente, e que não necessariamente será aquela música. Você acha que Johanna possa ter deixado um presente?
Não seria maravilhoso? Se Jim chegasse com uma caixa... Talvez!

Você já havia me dito que não achava necessário que Kate e Alexis falassem sobre o relacionamento dela. Ainda assim, você ficou feliz em ver isso ser mencionado no episódio da semana passada?
Sabe, eu não achava que isso precisava ser mencionado. Mas entendo porquê os roteiristas acharam que seria algo com o qual precisavam lidar. E entendo porquê a audiência provavelmente achava que era algo com o qual precisavam lidar. Sempre pensei que Alexis é uma mulher crescida e ela tem uma mãe incrível a quem já vimos diversas vezes, então o relacionamento da Kate com ela sempre precisa ser muito respeitoso e compreensivo, porque Alexis é a garota nº1 na vida de Castle. Ela é a filha dele, e essa é uma posição muito especial, então não importa o que aconteça na vida, filhos vêm em primeiro lugar. Kate, sendo a pessoa que é, tem muito respeito por essa dinâmica familiar, e jamais iria querer interferir. Se ela puder ser uma amiga, se talvez ela puder oferecer um outro ponto de vista à vezes, assim como um amigo faria, acho que isso é ótimo - e talvez seja esse o papel que ela possa ter nesse relacionamento, se for para ela ter algum papel. Ser essa ouvinte, uma amiga. Assim como Lanie é para Kate, sabe?

Antes de encerrarmos, eu preciso perguntar: Quais você diria que são as chances de o casamento realmente acontecer nessa temporada? Afinal, eles adiantaram a data para "primavera"...
Não sei... Mas acho que irá acontecer. Precisa acontecer!