Stana Katic Brasil

Stana Katic Brasil

Siga-nos em nossas redes sociais:
[TV Guide] Marlowe: “Acabou a trégua entre Beckett e Bracken”

[TV Guide] Marlowe: “Acabou a trégua entre Beckett e Bracken”

Em "Castle," alguns fantasmas do passado da detetive Beckett se recusam a ficar enterrados.

Beckett (Stana Katic) foi lembrada disso de um jeito grandioso no episódio de 2ª feira, quando ela foi enviada infiltrada em uma simples operação contra um cartel de drogas. Só havia um problema: apesar de Beckett achar que estava se passando por uma mula de drogas chamada Elena, ela logo aprendeu que a pessoa que fingia ser era na verdade uma assassina! Apesar de Beckett conseguir manter seu disfarce por tempo o bastante para executar o "assassinato" (quem diria que uma despensa era capaz de criar sangue falso com tanta rapidez!), tudo desandou quando Beckett ficou cara a cara com Lazarus — que por acaso era Vulcan Simmons, antigo suspeito do assassinato da mãe de Beckett.

Quando Beckett foi desmascarada, a levaram para ser executada. Porem, logo antes de o capanga de Simmons matar Beckett, a verdadeira Elena chegou para salvá-la, poupando a vida de Beckett a pedido de "Lazarus." Mas na investigação após essa operação, Beckett fica sabendo que o dinheiro das drogas estava sendo lavado para financiar um importante político. Apesar de não poder rastrear o dinheiro, Beckett sabe quem é o verdadeiro Lazarus: o senador William Bracken (Jack Coleman), o homem responsável pelo assassinato da mãe de Beckett.

"[O episódio] nos deu a oportunidade de refazer a mitologia de Bracken," disse Stana Katic ao TVGuide.com. "Queríamos reapresentá-lo à audiência de um modo que validasse toda a ameaça que viemos mostrando há tantas temporadas."
De fato, agora que Bracken salvou a vida de Beckett - igualando o placar de quando Beckett impediu uma tentativa de assassinato contra o senador na temporada passada - o criador Andrew Marlowe diz que Beckett deve pensar de modo diferente em relação a como proceder com Bracken. "Tivemos uma trégua porque Bracken acredita que Beckett tem informações que podem afundá-lo," diz Marlowe. "Mas isso significa que, se algo mais acontecer no futuro, se os caminhos deles se cruzarem novamente, acabou a diplomacia. A espada de Dámocles pendurada sobre a cabeça dela certamente dá um sensação de desconforto."

Por mais que ficar fora do radar de Bracken não seja impossível, o histórico de Beckett não sugere que ela conseguira se conter para sempre. "Esse cara, que é o mal personificado, está à solta e pode chegar ao cargo de maior poder do mundo. Na mente de Beckett, isso é moralmente repugnante," diz Marlowe. "Como ela lida com isso? Na cabeça dela, há uma pequena crise. Ela precisa lidar com essas coisas enquanto plantamos as sementes de histórias futuras."

Entretanto, Marlowe observa que é mais improvável que Beckett se jogue no fogo junto com Bracken graças a seu relacionamento com Castle. "Será que ela cairá na toca do coelho como tem feito pelas últimas 4 temporadas e meia?" indaga Marlowe, fazendo referência à cena final do episódio. "Não, ela pega a mãe de Castle e escolhe estar com ele ao invés de fazer algo louco. Isso mostra o quanto a personagem cresceu e amadureceu."

E apesar da raiva que Beckett sentiu durante a operação sob disfarce, o episódio também reafirmou a força do relacionamento de Castle e Beckett. Quando Beckett se deu conta de que ela poderia não sair dessa viva, ela escreveu uma carta a ele explicando seus sentimentos. "Se algo acontecer, se eu não sobreviver, preciso que você saiba que nossa parceria, nosso relacionamento foi a melhor coisa que já me aconteceu," ela escreveu. "Você é um homem incrível, e amo você com todo o meu coração. Sempre." Katic diz que acredita que Beckett sempre se sentiu assim, mas que foi legal finalmente dar voz a isso em um episódio, tanto na carta, quanto pessoalmente quando eles se reencontraram.

"Acho que todos que encaram sua mortalidade falam uma última verdade, e a verdade final dela é que ela é completamente comprometida e absolutamente apaixonada por ele," diz Katic. "Dissemos há muito tempo que Beckett era do tipo 'primeiro e único'. Então acho que ela aceitar se casar com ele já evidencia a profundidade do que ela sente... Mas agora é que isso é importante, porque se for o fim, ele precisa saber que ele foi o amor da vida dela."

Por mais que não haja dúvidas quanto ao sentimento do casal um pelo outro, a renovada ameaça de Bracken certamente levanta questões em relação ao possível casamento na primavera de Castle e Beckett. "Esses dois personagens estão realmente comprometidos um com o outro; esse episódio mostra o nível de comprometimento de Beckett para com Castle," diz Marlowe. "Esses dois personagens querem estar juntos. Mas se algo pode acontecer? Claro. Casamentos podem ocorrer sem nenhum problema, ou podem ser um desastre. Planejamos voltar ao caso da mãe da Beckett mais uma vez antes do final da temporada. Todo tipo de coisa pode acontecer. Ainda temos alguns truques na manga."