Stana Katic Brasil

Stana Katic Brasil

Siga-nos em nossas redes sociais:
[Séries Mag] “Castle”: Mistério ou novela?

[Séries Mag] “Castle”: Mistério ou novela?

Muitas vezes, quando os protagonistas de uma série começam a falar em casamento, é porque o fim se aproxima. A tensão romântica que tempera o relacionamento e atrai os fãs chega ao fim. Mas podemos ter encontrado a exceção à regra em "Castle".

Choque conjunto
Se você perdeu o começo da série, Richard Castle (Nathan Fillion) é um autor bem-sucedido que, após ajudar a polícia de Nova York num caso, decide cooperar com a força policial permanentemente. A verdade é que ele se apaixonou por uma bela policial, mas não tem coragem de confessar isso. Ele é o caos personificado, uma espécie de Peter Pan que se recusa a crescer. De certo modo, sua filha Alexis é quem é a adulta da família. A policial é Kate Beckett (Stana Katic). De aparência austera, ela é marcada pelo assassinato não solucionado de sua mãe alguns anos atrás. Ela logo desconfia da reputação de mulherengo do escritor.

Complexa história de amor
Os roteiristas conseguiram integrar a relação entre Beckett e Castle de forma progressiva e inteligente. Logo a audiência não se enquadrava mais na ideia habitual que consiste em, sistematicamente, aproximar os heróis principais. Depois de 4 anos brincando de gato e rato, os dos pombinhos - finalmente! - cederam a seus sentimentos e tiveram que aprender a navegar pela relação na 5ª temporada (que estreou recentemente no canal France 2). A relação evoluiu tão espetacularmente que já estão falando em casamento. A questão é: como o público americano reagiu? A audiência deu a resposta: a estreia da 6ª temporada, já no ar nos EUA, foi a segunda melhor audiência da série. Foi uma aliança e tanto...

Montanha-russa em série
Um noivado não evita tensões, e o relacionamento entre Castle e Beckett é a prova disso. Andrew Marlowe, o showrunner da série, quer que todos acreditem e se identifiquem com essa relação. "Beckett e Castle são um casal agora. Eles se comprometeram um com o outro, mas esse compromisso é constantemente poste à prova, como acontece com a vida," ele disse. Primeiramente Beckett fica dividida entre o noivado e o trabalho (confira a entrevista com Stana Katic abaixo). Nossos dois heróis trabalham muito, chegando até a competir no mesmo caso, isso quando não acabam se desencontrando por completo. Esta está longe de ser uma história de amor sem complicações...
Contentando-se em desenvolver e avançar o relacionamento de Beckett/Castle, os roteiristas correram o risco de entediar a audiência, mesmo com a ambição de criar um casal imperfeito. Eles sabiam disso, e por isso resolveram agitar as coisas na série. No começo da 6ª temporada, um dos heróis engana a morte, e vemos a chegada de uma nova personagem, Rachel McCord (interpretada por Lisa Edelstein, conhecida pelo papel de Lisa Cuddy em "House MD"), isso sem mencionar alguns episódio bem especiais. Nesse espectro, o episódio com um suposto viajante do tempo (uma pequena homenagem a filmes como "Os 12 Macacos" e "O Exterminador do Futuro", que contou ainda com uma pequena referência a "Doctor Who") foi particularmente bem-sucedido. Destaque para a visita surpresa de Joshua Gomez (Morgan em "Chuck").
"Castle é uma série policial que realmente encontrou seu equilíbrio. Se ela seduz os amantes de mistérios, não é como séries policiais "sérias" como "CSI" ou "Criminal Minds". "Castle" conquistou seu espaço graças às suas diversas reviravoltas, suas investigações peculiares, e, especialmente, ao humor explosivo característico do personagem Rick Castle. O risco de os espectadores se desinteressarem pelo romance Beckett/Castle não é uma possibilidade, pois o roteiro nunca se limita às afeições melosas que possam acontecer. Castle tem outras coisas em que pensar, já que encara uma invasão de seu cotidiano: Pi (Myko Olivier), namorado de Alexis (Molly Quinn). O escritor-investigador irá se preocupar mais com o namoro de sua filha do que com seu próprio noivado. No mundo de Castle, novela não está na programação.

 
Entrevista: Stana Katic
Se Castle fosse um gato, Beckett seria um rato. O casal mais cativante das séries policiais deve muito a Stana Katic, que consegue ser forte e frágil ao mesmo tempo.

A 6ª temporada de "Castle" está sendo transmitida pela ABC, e está cheia de reviravoltas! Sua personagem trocou Nova York por Washington, mas no final das contas, o trabalho pareceu ser muito diferente do que ela esperava...
Completamente! Kate Beckett acabou precisando abrir mão de certas coisas, o que ela não esperava ter de fazer quando aceitou o cargo. Ela é uma defensora da justiça, e, em Washington, algumas pessoas não encaram essa justiça por terem proteção de seus cargos. Não é fácil para ela engolir esse tratamento preferencial.

No início da 6ª temporada, seu comportamento leal demais a custa o emprego no FBI. Como ela lida com isso?
Foi um choque. Era um emprego dos sonhos para ela, que permitia que ela trabalhasse numa esfera mais internacional, o que era muito empolgante. Ela achou que estava fazendo a coisa certa, e os chefes dela claramente discordaram.

Como a perda deste trabalho influenciará na evolução da personagem?
No fundo, no fundo, Beckett tem uma alma de heroína. Ela é alguém que quer ajudar as pessoas que precisam ser protegidas. Então quando ela chega lá [em DC], ela se sente um peixe fora d'água. Ela não sabe mais onde está pisando, e se sente meio perdida.

Você acha que Beckett parece ter regredido depois de perder esse emprego dos sonhos?
Beckett é o tipo de pessoa que, seja trabalhando para o Procurador Geral, seja para a Polícia de Nova York, seja para a Interpol, ela sempre será brilhante. Para ela, não importa a organização em que atua, o seu objetivo é sempre fazer justiça.

Voltando a Nova York, ela reencontra seus antigos colegas Ryan e Esposito. É difícil trabalhar com eles sob essas novas condições?
Ela chega muito questionada. Quando ela foi para Washington, ela achou que fosse permanentemente, mas acaba voltando logo. Ela tenta entender como isso afetará a relação profissional deles. Ela ama essa família do trabalho à qual ela pertenceu por tanto tempo, mas ela também tem novas responsabilidades, e precisa encontrar um novo equilíbrio.

Até mesmo Castle parecia pronto para se mudar para Washington com ela. O fato de ela ter perdido o emprego pode ter sido algo de bom para o relacionamento deles?
O novo trabalho da Beckett foi uma boa oportunidade para ambos superarem um obstáculo. O fato de eles terem conseguido superar essa dificuldade solidifica e fortalece ainda mais o relacionamento, ainda mais com Castle tão pronto para mudar-se com ela, o que só prova que o amor deles é sincero e forte.

Além da história de amor entre Beckett e Castle, nós seguimos, desdo o começo da série, a história entre Beckett e o senador Bracken, que tem relação com a morte de sua mãe. Qual será o resultado dessa investigação?
Essa história foi o tema de série por anos, e acho que deveria terminar bem, com uma conclusão verdadeira que respondesse a todas as questões levantadas. Eu não sei como os roteiristas pretendem fazer isso, mas eu confio neles.

Você faz suas cenas de ação na série?
Sim, adoro isso! Eu fiz artes marciais, então sei as técnicas, o que acaba sendo difícil para mim pois não posso usar toda a minha força. Tenho que fingir e controlar minhas ações, porque se me empolgar, acho que posso machucar alguém! (Risos)

Para encerrar, como você gostaria que Beckett evoluísse?
Eu gostaria que ela se soltasse um pouco mais, que ela ficasse mais relaxada em episódios futuros.

 
Entrevista: Nathan Fillion
A 6ª temporada de "Castle" está sendo transmitida pela ABC, e seu heróis traça, mais do que nunca, seu caminho entre o crime e a história de amor.

Há pouco mais de um ano você disse numa entrevista que gostaria que "Castle" tivesse uma 6ª, até mesmo 7ª temporadas. Seu desejo foi atendido. A que você atribui o sucesso da série?
Devo dar todo o crédito a Andrew W. Marlowe, o criador da série, e a nossos roteiristas, que acredito terem conseguido criar uma ótima história, com enredos interessantes para os personagens de Castle e Beckett. No começo da série, ambos brincavam de pique-esconde. Agora, encontraram uma nova dinâmica para estimular a história.

Ao longo da 5ª temporada, alguns fãs criticaram o comportamento de Beckett em relação a Castle, que acabou tendo que salvar [o relacionamento]. O que você acha?
Nem sempre podemos garantir que tudo irá correr bem. Isso deixa a história realística. Na vida real, nem tudo acontece como nos contos de fadas. Entendo que alguns fãs tenham ficado decepcionados, ou ao menos surpresos, mas é isso que tornar a história interessante, porque, no final, nada é garantido.

É verdade que a história de amor entre Beckett e Castle é bem difícil...
Na verdade, há sempre algo que os impede de fazer o que haviam originalmente planejado fazer juntos, mas eles chegam lá de qualquer jeito, e o relacionamento acaba evoluindo por isso.

Você se identifica com a personagem de Castle?
Sim, tenho as mesmas qualidades que ele. (Risos) Sempre que interpreto um papel, me identifico com alguns traços dele. Castle é um adulto que mantém uma alma de criança. Adoro encontrá-lo todas as manhãs no set.

Castle escreve mistérios. Você se interessa por esse gênero literário?
Foi no começo das gravações de "Castle" que comecei a ler esse tipo de livro. Comecei com romances de Robert Brown Parker (do detetive particular Spencer). Li entre as cenas, e então o passei à Stana Katic (Beckett).

Já fazem 6 anos que você trabalha em "Castle". Esse é o projeto mais longo do qual já participou?
É, fazem 6 anos que estou em "Castle", e a coisa mais longa que já fiz além daqui foi ir à escola. Mas ir para a escola é como um trabalho pelo qual você não é pago. Às vezes, você é quem tem de pagar para fazer esse "trabalho". "Castle" certamente é o tempo mais longo em que estive na televisão.

Você é do tipo que se preocupa com a evolução do seu personagem quando lê o roteiro de uma nova temporada?
Não mesmo. Eu faço meu trabalho e não interfiro com o que os roteiristas decidem sobre a evolução de Castle. Chego pela manhã, decoro o roteiro, e me atenho às decisões deles. Me contento em fazer meu trabalho como ator.

No episódio "The Good, The Bad & The Baby", Castle e Beckett recebem um bebê. Isso seria um presságio de um evento feliz no restante da temporada?
Não posso falar nada, mas é verdade que é divertido ver como eles lidam com esta situação. Quem sabe? Cuidar de uma criança juntos talvez dê-lhes ideias... O certo é que isso permite que um veja como o outro criaria um bebê.

O que é o mais difícil de filmar? As cenas de ação ou as cenas um pouco mais românticas?
Meu Deus, as cena de ação. Eu sou um velho! Eu estou sempre com medo de me machucar.

Para encerrar: você pode nos dizer se o casamento de Beckett e Castle irá finalmente acontecer?
Isso eu não posso dizer... Você descobrirá por si mesmo!

Séries > Castle > Scans > 2014 > Séries Mag [janeiro]

020203040506