Stana Katic Brasil

Stana Katic Brasil

Siga-nos em nossas redes sociais:
[Parade] O romance em “Castle” irá esquentar

[Parade] O romance em “Castle” irá esquentar

Na série de sucesso da ABC "Castle", a detetive Beckett é a imagem da eficiência. Stana Katic, a atriz que a interpreta, também não é nada mal. A canadense de 33 anos fala quatro idiomas, tem uma queda por viajar o mundo, e quer reinventar Los Angeles um pedestre de cada vez através do Alternative Travel Project.

Durante um intervalo nas filmagens, ela falou com a revista Parade sobre a crescente tensão entre Beckett e Castle e toda a fascinação dos fãs pelas suas luxuosas madeixas.

 
O que significa Stana?
Ganhei o nome de minha avó. É um nome contra mau-olhado, que te protege de coisas ruins.

Seu lado canadense vem à tona? Você falo muito "eh"?
Falo. As pessoas me perguntam "Como você fica tão 'eh'?" Não sei se é porquê grande parte da minha família ainda mora no Canadá e eu terminei meu estudos lá. Nathan [Fillion] é canadense e ele não fala assim. Mas depende, sabe? Tipo, quando falo com alguém de Toronto, como uma de minhas amigas ou familiares, o sotaque meio que vem à tona.

Você tem 1,75m. Você sempre gostou de ser alta?
Sou a mais baixa da família, e isso realmente me incomoda! Sendo a mais velha [de 6 irmãos], eu fui a mais alta por um tempo. Agora, em encontros familiares, eles me jogam sobre seus ombros com tudo.

Quais línguas você fala?
Sérvio, inglês - obviamente -, italiano e francês. Algumas estudei, outras aprendi em casa. Meus pais são imigrantes europeus. E acho que há tantas línguas similares na Europa, que faz parte da cultura tentar aprender ao menos um outro idioma. Então meus pais sempre incentivaram isso em casa. Chinês seria ótimo de aprender - como mandarim ou cantonês. Português seria incrível.

Você é uma boa viajante?
Sou muito boa. Viajo através do Atlântico desde que tenho 5 anos de idade, e gosto muito. Tento sempre viajar. É incomum para mim ficar num mesmo lugar por tantos meses, o que foi uma das coisas com as quais tive que me acostumar para fazer uma série de TV. Gosto de sair em aventuras e ver o planeta.

Você lista flamenco, falcoaria e tiro com arco como seus hobbies. Você ainda pratica todos?
No momento, tenho feito cavalgada e tiro com arco. Eu costumava ter um alvo no set de filmagens, mas eles morriam de medo que eu empalasse alguém. Agora procuro um telhado para construir um estande de tiro.

Você acha que o relacionamento de Castle e Beckett pode sobreviver quando passar para o próximo nível? [N.T.: entrevista de março, logo, foi antes do finale da 4ª temporada]
Acho que colocá-los junto em breve é bastante justificável. Isso significa que tudo serão flores depois? Não. Há ótimas complicações que servem como meada de história para um casal após eles confessarem o amor um pelo outro.

É verdade que você vai andando para o trabalho?
Tento ir andando o máximo possível, mas não o faço todos os dias, pois às vezes começamos às 5 da manhã. Mas tento ir ao menos uma vez por semana. Algumas semanas são mais fáceis, dependendo da carga horária de trabalho. Seamus [Dever, o Ryan da série] e eu estamos trabalhando no Alternative Travel Project e faremos a próxima campanha ainda este mês. Vamos abrir mão de nossos carros por 7 dias ao longo de um mês, tentando ir e voltar do trabalho sem carro.

As pessoas te reconhecem nessas suas caminhadas?
Não, e acho que é porque Los Angeles é uma cidade muito centrada em carros. Não há pessoas o suficiente andando nas ruas. Raramente vejo outra pessoa. Espero que a cultura em LA mude um pouco conforme a instrutura de transporte público se expanda e o centro da cidade continue a crescer. Veremos mais movimento de pedestres. Já vimos muitos avanços na infraestrutura para ciclistas aqui. A mudança está a caminho.

Muitos fãs falam sobre seu cabelo.
É, por que isso?

Você sente pressão para não cortá-lo, caso haja um efeito "Felicity"? [N.T.: série estrelada por Keri Russell, que perdeu audiência após a atriz ter cortado suas famosas madeixas.]
Não, acho que a personagem está muito bem servida na maneira que é apresentada agora. Ela pode ser feminina e forte. Todo o visual é um equilíbrio entre cabelo, figurino e maquiagem. Não sinto pressão em manter o cabelo longo. A questão é mais a ver com o momento da personagem. Agora, ela pode deixar o cabelo solto e mostrar seu lado feminino, sem precisar ser tão séria. Nós vemos outros lados dela. Ela é uma garotinha, uma tigresa, e uma guerreira. Ela é insegura e invencível. Ela é tudo. Acho que mostrar esses lados a torna mais real e divertida de se interpretar.

2012.03 - Parade Magazine