Stana Katic Brasil

Stana Katic Brasil

Siga-nos em nossas redes sociais:
[Chatelaine] Stana Katic fala de viagens, amor, e sua atitude não-conformista

[Chatelaine] Stana Katic fala de viagens, amor, e sua atitude não-conformista

A estrela canadense da série de TV "Castle" não é uma típica atriz de Hollywood. Ela combina cérebro, força e beleza - e é completamente pé-no-chão.

"Eu não acredito em balanço," diz Stana (pronuncia-se STÃ-na) Katic. "Conheço muitas pessoas que são filósofas e que sentam à beira de um rio e falam sobre como deve ser embaixo d'água. E eu digo 'Mergulhe, cara, e vá descobrir. Nade um pouco. Você ficará bem.'"

A atitude carpe diem explica porquê o currículo da atriz parece o de uma agente especial: ela sabe esgrima, mergulho, tiro ao alvo, falcoaria e equitação, e já estudou artes marciais. Ela é fluente em sérvio, francês, inglês e italiano. Ela até mesmo aprendeu técnicas de manusear facas da Marinha americana para seu papel de assassina russa no filme de 2008 "Stiletto".

Stana dá crédito ao seu espírito e vontade de viajar a seus pais, imigrantes da antiga Iugoslávia, que foram para a América do Norte sem nada. Mudaram-se para Hamilton, em Ontário, no Canadá, onde Stana nasceu, e eventualmente firmaram-se em Chicago e "construíram um império com o negócio de móveis," ela conta. "Eles deram a mim e meus cinco irmãos educação - piano, balé, caratê -, viagens e gana pelo mundo. Havia um certo respeito pelo planeta como um todo. Isso foi parte da nossa educação."

E isso não parou. Em 2011, Stana passou duas semanas na Mongólia, onde vestiu roupas tradicionais, aprendeu algumas palavras em khalkha (o idioma oficial), dormiu num yurt [N.T.: um tipo de cabana de nômades] e andou de camelo pelo deserto Gobi. Ela adorou a solidão. "Não tem muitos turistas lá," ela diz. A viagem aventureira à Ásia central resume bem a personalidade de Stana: ela não é o padrão encontrado em Hollywood.

Sua última causa é o Alternative Travel Project. "A Califórnia deveria ser um estado ecológico e estamos fazendo um péssimo trabalho com isso em L.A.," ela diz. Sua ambição é encorajar os espectadores e fãs de "Castle" a deixar os carros em casa e encontrar outras maneiras de se locomover. Por sete dias, ao longo de um mês, ela caminhou 40 minutos, andou de bicicleta ou pegou transporte público para chegar ao set, numa cidade na qual as pessoas raramente vão a algum lugar à pé. "Eu me exercitava enquanto isso. E me engajava com a comunidade, também!"

Stana diz que ver o mundo com "olhos canadenses" ajudou a cultivar sua atitude não-conformista. Em 1997, ela se matriculou na Universidade de Toronto em relações internacionais, economia e direito. "Eu achava que podia salvar o mundo," conta. "O que promovem nos Estados Unidos é a assimilação, enquanto que no Canadá, é o multiculturalismo," diz Stana. "Essa mentalidade de mosaico permite uma apreciação da cultura e história de um indivíduo." Ela também tira o chapéu para o sistema de saúde canadense e apoia as reformas de Obama para estender o seguro de saúde dos EUA.

Mas quando se trata da política de sua vida amorosa, os assuntos mais picantes estão fora do limite. "Eu adoro beijar, mas não conto," ela diz, rindo. "Romance é difícil para algumas celebridades. Se a mídia descobre que você está namorando o Robert Pattinson, você está ferrada." Mas ela admite que se compromete em relacionamentos profundos e substanciais. "Gosto da ideia de que, se você está com alguém, é a longo prazo." Se ela está namorando seu parceiro de cena Nathan Fillion? Ela não diz, apesar de a internet estar cheia de histórias sobre isso. Por ora, ela prefere deixar a nós, e a seus milhões de espectadores, tentando adivinhar.